Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/7372
Título: Crenças de auto-eficácia, envolvimento de estudantes na escola e bem estar psicológico - um estudo com alunos do ensino secundário de Cabo Verde
Autor: Estevão, Filomena Maria dos Santos da Cruz
Palavras-chave: Auto-eficácia
Envolvimento na escola
Bem-estar psicológico
Competências pessoais e sociais
Estudantes adolescentes
Data de Defesa: Mar-2012
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: Tendo por base a Teoria Social Cognitiva de Albert Bandura, este trabalho tem por objectivo, por um lado, estudar as crenças de auto-eficácia, o envolvimento dos estudantes na escola e o bem-estar psicológico desses mesmos estudantes e, por outro, avaliar o impacto da aplicação do programa de competências pessoais e sociais quer nas crenças de auto-eficácia como no envolvimento e no bem-estar psicológico. Dotar os jovens de estratégias que lhes permitam robustecer as suas crenças de auto-eficácia, deverá ser uma preocupação de todos os que trabalham com esta faixa etária. Altas crenças de auto-eficácia contribuem tanto para um maior envolvimento dos estudantes na escola, quanto para elevar os níveis de bem-estar psicológico. A investigação foi sustentada com recurso a três instrumentos: Escala de Avaliação do Bem-Estar Psicológico na Adolescência (EBEPA), o Questionário acerca do Envolvimento dos Estudantes na Escola (QEEE) e o Self-Efficacy Questionnaire for Children (SEQ-C). Foram aplicados a uma amostra de 46 estudantes adolescentes pertencentes a uma escola secundária de Cabo Verde. Os instrumentos foram aplicados pré e pós actividades promotoras de competências pessoais e sociais, por forma a verificar o impacto das mesmas nos beneficiários. Foram realizadas actividades promotoras de competências pessoais e sociais a 23 dos estudantes. Os resultados obtidos mostram que os jovens que beneficiaram destas actividades apresentaram níveis mais elevados de auto-eficácia, de envolvimento na escola e de bem-estar psicológico global do que os jovens que não beneficiaram do programa de intervenção. Os resultados, sustentados com a revisão de literatura, permitem inferir que a auto-eficácia é relevante, seja para a promoção do envolvimento dos estudantes na escola, seja para o bem-estar psicológico.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10362/7372
Aparece nas colecções:FCSH: DCE - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_Mestrado_Filomena_Estevao Versao final 29 Março 2012 (2) AA.pdf1,42 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.