Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/42372
Título: Inspeção de obras de arte metálicas e mistas - Caso de estudo: Ponte de D. Luís s/ o rio Tejo
Autor: Pereira, Sérgio Alexandre Antunes
Orientador: Cismasiu, Corneliu
Palavras-chave: obras de arte
estruturas
mistas
inspeção
anomalias
sistemas de gestão da conservação
Data de Defesa: Jul-2018
Resumo: Com a forte expansão verificada na rede rodoviária em Portugal nos últimos anos e com o aumento progressivo do tráfego rodoviário, as pontes metálicas antigas têm sido sucessivamente adaptadas às novas exigências de mobilidade através de trabalhos de reabilitação e de alargamento estrutural, com recurso a soluções mistas aço-betão. Em face da verificação do envelhecimento e degradação das infraestruturas rodoviárias, nomeadamente das obras de arte, na última década os esforços das autoridades rodoviárias, ex-EP - Estradas de Portugal, S.A., centraram-se na criação e na consolidação de sistemas de gestão de obras de arte, tendo em vista a criação de estratégias e de metodologias sistematizadas para a conservação e manutenção destas estruturas. Com a maturação do sistema de gestão de obras de arte da ex-EP, ao longo dos últimos anos, tem-se constatado a necessidade de estabelecer uma observação mais frequente nas pontes metálicas antigas e com posteriores adaptações estruturais mistas aço-betão, muito singulares da rede rodoviária, em oposição do que sucede com as obras de arte correntes. Por serem constituídas por materiais bastante antigos e nem sempre habilitados para suportar as atuais sobrecargas rodoviárias, é fundamental uma observação periódica rigorosa nestas estruturas através de inspeções principais, sendo esta uma atividade essencial em todo o sistema de gestão, nomeadamente pela importância na definição de prioridades de intervenção em obras de arte. A IP - Infraestruturas de Portugal, S.A., fundada em 2015, fruto da incorporação, por fusão, da EP - Estradas de Portugal, S.A. na Rede Ferroviária Nacional – REFER, E.P.E., despoletou um procedimento tendo em vista a uniformização de metodologias e de boas práticas no âmbito da gestão dos ativos, do qual resultou recentemente o novo sistema de gestão de obras de arte da IP (SGOA IP). A presente dissertação pretende descrever os procedimentos gerais relacionados com a atividade das inspeções principais a obras de arte rodoviárias, com vertente especifica para pontes construídas em Portugal no final do século XIX e início do século XX, de superestrutura metálica ou mista, e infraestrutura materializada por elementos em alvenaria de pedra, enquadrando essa atividade dentro do SGOA IP. Nesse âmbito, será também apresentado um caso prático da inspeção principal à ponte de D. Luís s/ rio Tejo, construída em 1881.
URI: http://hdl.handle.net/10362/42372
Designação: Mestre em Engenharia Civil – Estruturas e Geotecnia
Aparece nas colecções:FCT: DEC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Pereira_2018.pdf3,22 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.