Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/21633
Título: Developing of tool for quality assurance of mental health inpacient services in Azerbaijan
Autor: Ahmadova, Gumru
Orientador: Xavier, Miguel
Palavras-chave: Mental Health Services
Human rights
Quality Evaluation
Monitoring
Azerbaijan
Serviços de Saúde Mental
Direitos Humanos
Avaliação da Qualidade
Monitorização
Data de Defesa: 20-Jun-2017
Resumo: ABSTRACT: The quality of care in mental health institutions is a serious concern in modern psychiatry. People with mental disabilities often face violation of their human rights. They often expose physical and sexual abuse, neglect, stigma, discrimination. Despite implementing the Mental Health Strategy adopted in 2011 in Azerbaijan, there is a lack of monitoring and evaluation of the provided services. The main goal of the study is to develop an instrument to monitor and evaluate the quality of mental health services in the context of human rights in Azerbaijan and to determine the reference intervals associated with good quality. The study utilized observational cross-sectional design to examine the human rights, quality of life of inpatients and their satisfaction with the services in the Psychiatric Hospital N#1. A total number of 160 participants entered the study (100 inpatients, 30 family members and 30 staff members). The WHO Quality Rights Toolkit, the Schizophrenia Quality of Life Scale-Revision 4 and the Client Satisfaction Questionnaire were used as the main tools. The results showed that the quality of services and the human rights the hospital were not fully met, precluding the provision of comprehensive and high-quality services for the persons with severe mental disorders. Unmet needs were higher in areas such as the right to exercise legal capacity, the right to personal liberty and security, and the right to live independently and to be part of the community. Some improvements were also necessary to meet needs concerning the right to an adequate standard of living, to enjoyment of the highest attainable standard of health and freedom from torture or cruel, inhuman or degrading treatment or punishment are protected and respected. Despite the level of the quality of life and satisfaction with services are average, there was a positive improvement in comparison with previous studies. The findings can be used for further improvement of the psychiatric services at Azerbeijan.
RESUMO: A qualidade dos cuidados prestados nas instituições de saúde mental é uma preocupação relevante na psiquiatria moderna. As pessoas com perturbações psiquiátricas muitas vezes enfrentam violações a nível dos seus direitos humanos, incluindo abuso físico e sexual, negligência, estigma e descriminação. Apesar da implementação da Estratégia de Saúde Mental adoptada em 2011 no Azerbaijão, existe uma falta de acompanhamento e avaliação dos serviços prestados. O principal objetivo deste estudo é desenvolver um instrumento para monitorizar e avaliar a qualidade dos serviços de saúde mental no contexto dos direitos humanos no Azerbaijão e determinar os intervalos de referência associados com a boa qualidade. Foi elaborado um estudo com desenho transversal e observacional, centrado na avaliação do cumprimento dos direitos humanos e da qualidade de vida dos pacientes internados, assim como a sua satisfação com os serviços prestado no Hospital Psiquiátrico N#1. A amostra estudada foi de 160 (100 pacientes internados + 30 familiares + 30 membros do staff). Os instrumentos de avaliação foram o WHO Quality Rights Toolkit, a Schizophrenia Quality of Life Scale-Revision 4 e o Client Satisfaction Questionnaire. Os resultados mostraram que a qualidade dos serviços e os direitos humanos no hospital não estavam plenamente atendidos, impedindo por isso a prestação de serviços integrados e de alta qualidade para as pessoas com transtornos mentais graves. As necessidades não satisfeitas eram mais elevadas em áreas como o direito ao exercício da capacidade jurídica, o direito à liberdade e segurança pessoal e o direito de viver de forma independente e fazer parte da comunidade. Também se evidenciaram necessidades não-totalmente satisfeitas em áreas relativas ao direito a um nível de vida adequado, ao gozo do mais alto nível possível de estado de saúde e à ausência de tortura ou de tratamentos ou penas cruéis, desumanos ou degradantes. Apesar do nível de qualidade de vida e da satisfação com os serviços serem apenas medianos, houve uma melhora positiva em relação aos estudos anteriores. Os resultados podem ser utilizados para a melhoria dos serviços de psiquiatria no Azerbaijão.
URI: http://hdl.handle.net/10362/21633
Designação: Mestrado em Política e Serviços de Saúde Mental
Aparece nas colecções:NMS-FCM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ahamadova Gumru TM 2017.pdf2,1 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.