Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/15171
Título: Podem as nossas leis tornar-nos mais atrativos?
Outros títulos: a análise da legislação portuguesa segundo a teoria de "soft power" - uma perspectiva jurídica
Autor: Calado, Sofia Riço
Palavras-chave: Poder suave
Poder
Estado
Portugal
Legislação
Diplomacia pública
Diplomacia económica
Diplomacia política
Diplomacia cultural
Soft power
Power
State
Legislation
Public diplomacy
Economic diplomacy
Cultural diplomacy
Data de Defesa: 2014
Resumo: The concept of soft power offers the opportunity for the States, under the current power shifts, to thrive, in a competitive and globalised scene, shaping o t hers' preference in accordance with their goals. Portugal, though it i s a small country, has soft power skills, according with specialized rankings, due to i t s geography and climate, main economic activities, historical role, legal framework, culture and language. Therefore, we can and we should develop public policies to optimize our resources, converting them in planned outcomes. On the other hand, public entities engaged with foreign trade, investment and tour ism, aid f or development, promotion of culture and language should be structured in or-der to strengthen the performance of Portugal in this area. Being a member of the European Union or of the Community of Portuguese Speaking Countries is, at last, essential to expand our global presence. In this Master's work project, I decided to make a critical analysis of legislation related with public diplomacy i n Portugal, together wi th research about the approach of two other countries (United Kingdom and Finland) to the same topic, for the sake of improvement.
O conceito de " soft power " fornece aos Estados uma alternativa para, no atual balanço mundial de poderes, procurarem um novo mecanismo de afirmação, num cenário de Globalização competitiva, moldando as preferências dos outros de acordo com os seus objetivos. Portugal, embora um pequeno Estado, encontra-se particularmente bem posicionado, segundo os índices vocacionados na matéria, por motivos que se prendem com a sua geografia e clima, atividades económicas preferenciais, património histórico, jurídico, cultural e linguístico. Neste contexto, podem e devem ser formuladas políticas públicas que potenciem os nossos recursos de poder suave, convertendo-os numa verdadeira estratégia de obtenção de resultados. Igualmente, os serviços e organismos públicos com atribuições em matéria de comércio externo, investimento e turismo, cooperação e promoção da língua e cultura devem ser concebidos de modo a sustentar as potencialidades de Portugal neste domínio. A n o s sa inserção na União Europeia ou na Comunidade de Países de Língua Portuguesa é, por fim, fundamental enquanto instrumento de dinamização da nossa presença no Mundo. Neste trabalho de projeto, é, assim, privilegiada a análise crítica de instrumentos legislativos que traduzam exemplos de diplomacia pública em Portugal, bem como é d escrita a abordagem de dois países terceiros (Reino Unido e Finlandia), de modo a sugerir algumas hipóteses de aperfeiçoamento ao caso Português.
URI: http://hdl.handle.net/10362/15171
Aparece nas colecções:FD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Calado_2014.pdf6,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.