Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/13997
Título: Conhecimentos e comportamentos sobre algumas infecções sexualmente transmissíveis dos alunos dos ensinos básicos e secundário de uma escola da área metropolitana de Lisboa
Autor: MARTINS, Maria Margarida Pissarra
Orientador: PEREIRA, Filomena Martins
FRONTEIRA, Inês
Palavras-chave: Microbiologia médica
Virologia
Doenças sexualmente transmitidas
Escola pública
Escolas secundárias
Crianças
Adolescentes
Comportamento
Data de Defesa: 2010
Resumo: Os jovens são um grupo onde a prevalência e a incidência das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) é cada vez maior. Este facto parece dever-se a um grupo de factores determinantes, entre os quais se destaca o comportamento de utilização do preservativo, enquanto único método capaz de evitar a transmissão das IST. A resolução do problema passa pela implementação de programas de prevenção e controlo ajustados à população juvenil. No entanto, a investigação dos factores determinantes das IST que estão na base destes programas tem sido escassa em Portugal. O presente estudo do tipo observacional, analítico e transversal incidiu sobre a totalidade dos 1101 alunos de uma escola da periferia de Lisboa e teve como objectivos: descrever alguns conhecimentos e factores sociodemográficos, escolares e comportamentais determinantes das IST; averiguar se existem diferenças atribuíveis à idade e ao sexo nestes factores determinantes; averiguar se estes factores determinantes se encontram associados à utilização do preservativo. Na colheita dos dados foi utilizado um questionário de auto-preenchimento, desenvolvido para o efeito, e no tratamento dos mesmos recorreu-se à estatística descritiva e analítica. Os resultados obtidos no presente estudo demonstram que a principal fonte de informação sobre sexualidade dos alunos são os amigos, mas estes preferiam que fossem os profissionais de saúde. Para além dos vírus da imunodeficiência humana e do herpes genital, a identificação de outras IST foi insuficiente. Os conhecimentos sobre a transmissão sexual das IST foram satisfatórios, mas não se repercutem na utilização do preservativo pelos alunos durante as relações não coitais. O sexo e a idade dos alunos encontram-se significativamente associados a fontes de informação sobre sexualidade e a algumas dimensões do conhecimento sobre as IST, do comportamento sexual e da procura de tratamento médico. Todavia, a maioria destes factores determinantes não está associada à utilização do preservativo pelos alunos.
The prevalence and incidence of sexually transmitted infections (STI) is increasing in young people. This seems to happen as a consequence of multiple factors, among which is condom use behaviour, was the only safe method to prevent STI transmission. One of the solutions for the problem is the implementation of prevention and control programs youth oriented. Yet, research on STI determinants, the rational for these programs, has been scarce in Portugal. This observational, analytical and cross sectional study, surveyed all the 1101 students at a school in the suburban Lisbon area. It aimed at: describing knowledge, demographic, scholar and behavioural determinant factors of STI; to determine differences between age group and gender and which of the factors are associated with condom use. Data was collected using a structured questionnaire developed for this study. Data analysis was conducted using both descriptive and analytical statistics. The results indicated that the main source of information on sexuality are student’s friends, but they would rather prefer to be informed by health professionals. Apart from the human immunodeficiency virus and genital herpes, knowledge of other STI was insufficient. Knowledge about SIT sexual transmission was satisfactory, but does not lead to condom use during non-coital relations. Sex and age of the students are significantly related to different sources of information on sexuality and to some dimensions of STI knowledge, sexual behaviour and the seeking for medical treatment. Nevertheless, the majority of these determinant factors are not related to condom use by these students.
URI: http://hdl.handle.net/10362/13997
Designação: Dissertação apresentada para a obtenção do grau de Mestre em Microbiologia Médica
Aparece nas colecções:IHMT: MM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
v-final 6.6.pdf737,22 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.