Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/9585
Título: Competências interpessoais em saúde : comunicar para a qualidade, com o utente e em equipa multidisciplinar
Autor: Alves, Ana Isabel Amado
Orientador: Moreira, Paulo Kuteev
Palavras-chave: Comunicação
Competências
Interpessoais
Avaliação
Utente
Equipa
Communication
Interpersonal
Skills
Assessment
Patient
Team
Data de Defesa: 2011
Editora: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública
Resumo: RESUMO - O processo de comunicação em saúde encontra-se relacionado com a melhoria dos resultados em saúde através da informação, com o objectivo de influenciar indivíduos e comunidades. Os profissionais de saúde, no contexto da prestação de cuidados, necessitam de deter determinadas competências interpessoais e de comunicação no sentido de promover a qualidade e segurança do doente, contribuindo para a diminuição do erro clínico através de uma comunicação eficaz em equipa. Estabelecer uma relação de empatia e confiança com o doente, saber escutar e compreender a sua perspectiva definem-se, entre outras, por capacidades essenciais a estes profissionais, a par de uma comunicação verbal e escrita clara e assertiva, cujo impacto se reflecte também na satisfação do utente. O ensino destas competências é fundamental para habilitar os profissionais a lidar com diversas situações, contribuindo para a excelência técnica e qualidade dos cuidados. A sua avaliação é essencialmente realizada durante a formação académica, a nível internacional, sobre o que a literatura descreve várias metodologias possíveis. O método utilizado com maior frequência consiste na observação directa da interacção entre o aluno e o doente, em contexto real ou simulado, através de uma checklist formada por itens correspondentes a atitudes e comportamentos que avalia a presença das competências necessárias. O desenvolvimento destas competências passa por sensibilizar os profissionais para a sua importância, dar-lhes formação e avaliar, apostando na continuidade da investigação.
ABSTRACT - The process of health communication is related to the improvement of health outcomes through information, by influencing individuals and communities. Healthcare providers need to detain interpersonal and communication skills to promote quality and patient safety, and contributing to the decrease of clinical error through effective communication in the team. Establish a relationship of trust and empathy with the patient, learn to listen and understand his perspective are, amongst others, essential skills to these professionals, alongside a verbal, and clear and assertive writing communication, which has impact in patient satisfaction. The teaching of these skills is crucial to enable professionals to deal with various situations, contributing to technical excellence and quality of care. Its assessment is primarily held during the academic training, in other countries, on what literature describes several possible methodologies. The most frequently used method consists in the direct observation of the encounter between the student and the patient, in a real or simulated context, through a checklist formed by matching items the attitudes and behaviors that evaluates the presence of skills required. These skills can be developed by sensitize professionals to its importance, by teaching and evaluation, and continuing to research.
URI: http://hdl.handle.net/10362/9585
Aparece nas colecções:ENSP: GOSS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RUN - Dissertação de Mestrado - Ana Isabel Alves.pdf928,34 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.