Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/8289
Título: Caracterização do estado trófico de Albufeiras do Norte Alentejano
Autor: Ascenso, Rita Coelho
Orientador: Santos, Maria da Conceição
Palavras-chave: Eutrofização
Poluição difusa
Cargas de azoto e fósforo
Albufeira da Apartadura
Albufeira de Póvoa e Meadas
Data de Defesa: 2012
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: A eutrofização é um dos principais problemas que afectam a qualidade das águas superficiais, em Portugal e em particular no Norte Alentejano, contribuindo para a degradação dos ecossistemas aquáticos, chegando em muitos casos a condicionar a utilização da água para consumo humano, bem como actividades recreativas praticadas nas albufeiras. Neste estudo procedeu-se à avaliação do estado trófico e à estimativa das cargas de nutrientes afluentes às duas albufeiras do Norte Alentejano - Apartadura e Póvoa e Meadas - que apesar de relativamente próximas apresentam características distintas. A afluência de nutrientes (azoto e fósforo) à massa de água é potenciada pelas actividades humanas existentes na bacia hidrográfica, sendo as populações urbanas e as actividades agro-pecuárias as principais fontes de poluição pontual das duas albufeiras em estudo. A actividade agrícola é considerada a principal fonte difusa de nutrientes, no entanto as actividades agro-pecuárias realizadas em regime extensivo, e o deficiente tratamento dos efluentes urbanos e industriais afluentes às duas albufeiras, contribuem para este tipo de poluição. Apesar dos estudos sobre poluição difusa serem ainda reduzidos em Portugal, a sua importância no controlo da qualidade das massas de águas é fundamental, pelo que neste estudo se procedeu à sua determinação através do Método das Taxas de Exportação, atribuindo um coeficiente de exportação a cada classe do uso do solo. As cargas de nutrientes de origem pontual que se estimaram afluir às albufeiras, bem como o método utilizado para a determinação das cargas de origem difusa, são válidos para para a albufeira de Póvoa e Meadas, no período analisado, mas não para a albufeira da Apartadura. O Método das Taxas de Exportação pode ser aplicado a outras albufeiras do Norte-Alentejano, mas revelou-se mais adequado a albufeiras que apresentam elevada carga afluente de nutrientes, isto é, grande volume de actividades urbanas, industriais e agro-pecuárias na bacia hidrográfica.
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente – Ramo Engenharia Sanitária
URI: http://hdl.handle.net/10362/8289
Aparece nas colecções:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ascenso_2012.pdf1,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.