Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/6262
Título: Planos de mobilidade empresarial e o seu contributo para a mobilidade sustentável: o caso da TNT
Autor: Pereira, André Gui de Carvalho
Orientador: Moura, Filipe
Ferreira, Francisco
Palavras-chave: Planos de mobilidade empresarial
Mobilidade sustentável
Transportes
Alterações climáticas
Data de Defesa: 2011
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: A melhoria da qualidade de vida e o aumento do desenvolvimento económico e social têm impulsionado as sociedades modernas a consumir cada vez mais energia e a emitir cada vez mais gases com efeito de estufa. O aumento gradual da concentração desses gases na atmosfera tem levado à ocorrência de alterações climáticas a nível global, cujas consequências a longo prazo são bastante preocupantes. Um dos principais responsáveis pela situação actual é o sector dos transportes, que representa cerca de um terço do consumo final de energia dos países membros da Agência Europeia do Ambiente e é responsável por mais de um quinto das emissões de gases com efeito de estufa e por grande parte da poluição atmosférica. Perante o cenário actual de insustentabilidade, reveste-se de particular importância a determinação de estratégias que permitam aumentar a eficiência nesse sector. O objectivo da presente dissertação foi analisar a eficácia de um conjunto de estratégias(implementação de uma creche/infantário no local de trabalho, criação de circuitos de minibus,pagamento dos passes dos trabalhadores por parte da entidade patronal, criação de uma rede de ridesharing e implementação de teletrabalho), que incidem em instrumentos de gestão da procura de transportes, na minimização dos impactes ambientais associados aos movimentos pendulares dos trabalhadores de uma empresa de transporte expresso (TNT). A estratégia relativa à criação de circuitos realizados em minibus foi analisada e posteriormente excluída por apresentar um impacte ambiental superior ao verificado na situação inicial. Determinouse também que a estratégia mais eficiente, tendo em conta os objectivos definidos, foi o pagamento dos passes por parte da TNT, já que não só apresentava a melhor relação custo-eficácia como também iria contribuir para a maior redução de emissões de CO2 de todas as estratégias analisadas. Globalmente, conclui-se que os planos de mobilidade empresarial podem contribuir para uma mobilidade mais sustentável através da redução das emissões carbónicas e assim minimizar os efeitos negativos das emissões causadoras das alterações climáticas. Contudo, os resultados obtidos sugerem que os custos associados são superiores em uma ordem de magnitude ao preço da tonelada de carbono transaccionada no mercado de carbono, tornando estas medidas pouco interessantes para a sociedade e discutível a imposição destes custos às empresas.
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil de Gestão e Sistemas Ambientais
URI: http://hdl.handle.net/10362/6262
Aparece nas colecções:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Pereira_2011.pdf1,99 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.