Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/5824
Título: Caracterização de resíduos plásticos na Costa Portuguesa – será um microproblema?
Autor: Martins, Joana Veiga Ferreira
Orientador: Sobral, Maria Paula
Palavras-chave: Plásticos
Poluição marinha
Praias
Amostragem
POP
Pellet
Data de Defesa: 2011
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: A poluição marinha por resíduos plásticos constitui um enorme desafio à integridade dos oceanos, a uma escala global. A elevada persistência do material plástico, bem como as medíocres estratégias de gestão do ciclo de vida e consequente elevado volume de resíduos descartados que entra nas massas de água, promove a acumulação ao longo dos rios, mares e oceanos e linhas de costa. A monitorização realizada em praias e oceanos e a análise do plástico recolhido demonstram evidências preocupantes: efeitos físicos e ecotoxicológicos na fauna marinha, resultantes da ingestão de plásticos devido à adsorção de poluentes orgânicos persistentes (POP) e outros compostos químicos, transporte de espécies invasoras e outros impactes económicos e sociais. A costa portuguesa é vulnerável à acumulação de resíduos plásticos no mar e nas praias. Por conseguinte o presente estudo teve como objectivos: realizar um programa de amostragem e trabalho laboratorial para identificar as principais categorias de plástico acumuladas (micro a macro-dimensões) em praias específicas, determinar concentrações de POP em pellet e avaliar o estado da costa. Amostras de sedimento e plástico foram recolhidas em 10 praias (2 cm superficiais de sedimento), de acordo com 3 técnicas: 1) quadrados 0,5x0,5 m e 2) quadrados 2x2 m, para avaliar as categorias de plástico, isto é, tipos e dimensão do plástico através do número de itens (n) e peso (g) (incluindo partículas <5 mm e >20 μm em diâmetro) e 3) transectos de 2 m entre as linhas de baixa e preia-mar para avaliar o estado da costa, com recurso ao índice Clean Coast Index (apenas partículas >5 mm em diâmetro). Alguns microplásticos foram seleccionados para identificação dos polímeros constituintes pela técnica de Espectroscopia de Infravermelhos por Transformada de Fourier (micro-FTIR), cujas respostas espectrais das amostras foram posteriormente comparadas com a base de dados do Programa Thermo Nicolet® OMNIC FTIR para identificação dos polímeros. Para analisar as concentrações de POP os pellet foram separados em três grupos – pellet brancos, envelhecidos e coloridos. As concentrações de PAH, PCB e DDT foram determinadas através de Cromatografia Gasosa Acoplada a Espectrometria de Massa (GC-MS).
Descrição: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia para a obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, Perfil Engenharia Ecológica
URI: http://hdl.handle.net/10362/5824
Aparece nas colecções:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Martins_2011.pdf5,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.