Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/57617
Título: Aplicação de BIM a Infraestruturas Ferroviárias. Controlo da qualidade na construção
Autor: Carmali, Sara Rebeca Hassam
Orientador: Silva, Maria João
Fontul, Simona
Palavras-chave: BIM
modelação estrutural
defletómetro de impacto
via-férrea balastrada
zona de transição
controlo da qualidade da via-férrea
Data de Defesa: Dez-2018
Resumo: O Building Information Modelling (BIM) é uma metodologia que serve para toda a indús-tria AECO (arquitetura, engenharia, construção e operação) e, como tal, permite a representação das características estruturais e funcionais de uma construção, incluindo atividades, entre outras informações. A característica principal do BIM é o sistema de modelação tridimensional que inclui a gestão, partilha e troca de dados durante todo o ciclo de vida de uma construção, onde cada elemento ou objeto possui informação sobre os seus dados físicos. A metodologia BIM permite conduzir a uma melhor coordenação e colaboração entre os intervenientes no projeto possibilitando o acesso, em simultâneo e em tempo real, ao modelo BIM, possibilitando uma rápida deteção de conflitos entre componentes e, como consequência, uma diminuição de cus-tos. No fundo, o BIM pretende dar um impulso favorável no sentido de padronizar a informação e facilitar a comunicação, partilhando e integrando eficazmente os intervenientes no processo construtivo. No âmbito da avaliação da capacidade de carga de infraestruturas ferroviárias e da respe-tiva vida útil, procura-se identificar quais as contribuições dos ensaios não destrutivos para o controlo da qualidade durante a construção de vias-férreas e executa-se uma retroanálise com recurso ao software BISAR 3. Os ensaios de carga não destrutivos possibilitam o estabeleci-mento de modelos de comportamento estrutural. Neste sentido, deseja-se desenvolver uma me-todologia mais expedita com base nos ensaios realizados in situ por forma a otimizar a análise estrutural das vias-férreas, constituindo assim uma alternativa para o controlo da qualidade. No que respeita às infraestruturas ferroviárias, pretende-se avaliar a aplicabilidade prática do conceito BIM na modelação estrutural e controlo da qualidade de uma via-férrea durante a construção. Com a metodologia BIM deseja-se demonstrar que esta pode ser implementada no sistema de gestão e monitorização de infraestruturas ferroviárias, possibilitando o registo das suas características físicas e geométricas, bem como os dados da medição da via, permitindo um controlo de qualidade da via-férrea após a construção, isto é, ao longo da sua vida útil.
URI: http://hdl.handle.net/10362/57617
Designação: Mestre em Engenharia Civil – Perfil de Estruturas
Aparece nas colecções:FCT: DEC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Carmali_2018.pdf8,35 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.