Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/5013
Título: Gestão municipal e empresarial de energia em edifícios públicos e de serviços - estudo de caso município de Cascais -
Autor: Abreu, João Wang de
Orientador: Melo, João
Data de Defesa: 2010
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: Vivemos numa sociedade que passa cerca de 80% do seu tempo em edifícios e, nestes, é consumida 40% da energia mundial. Com uma dependência energética superior a 80%, Portugal tem vindo a apostar, nos últimos anos, em fontes de energia renovável. Esta aposta serve como substituição de fontes, mas não leva directamente à redução de consumos. A redução da factura energética nacional só pode ser atingida com uma maior eficiência energética e melhores práticas de gestão de energia em edifícios, transportes e indústria. Esta dissertação centra-se em edifícios públicos, de serviços e na iluminação pública. Estes três sectores representam cerca de 32% da electricidade do país e 42% no município de Cascais. O estudo tem como objectivo geral contribuir para a eficiência energética, fornecendo ferramentas e medidas de gestão municipal e empresarial ao nível da energia nos edifícios públicos e de serviços empresariais. O conceito de gestão municipal é aplicável aos 308 municípios nacionais e a gestão empresarial de energia é relevante para as empresas com consumos significativos nos seus edifícios. Sendo residente no concelho de Cascais, este município foi uma escolha natural para servir de estudo de caso, na análise da relação existente entre a administração local e energia. Para ajudar à análise, foi feito um benchmarking a dois tipos de edifícios municipais: bibliotecas e paços do concelho, e foram tratados dados de inquéritos enviados a empresas do concelho com consumos significativos nos seus edifícios. A correcta gestão de energia destes edifícios pode ser potenciada através das entidades que os gerem, administração local, administração central e empresas. Foi seguida uma metodologia que permitisse identificar a relação entre estes três actores, respectivos edifícios e utilizadores de forma a identificar oportunidades de melhoria e criar soluções. De forma a potenciar as soluções de eficiência energética e gestão de energia, são abordadas medidas e estratégias para uma maior eficiência agrupadas em três áreas: Guia para o edifício de serviços eficiente; Guia para a autarquia eficiente; Medidas para o legislador, com formas de financiamento, e o conceito de reforma fiscal energética. A maioria dos autores aponta para potenciais de redução entre 20 a 35% em edifícios com a tipologia dos estudados nesta dissertação, que pretende ser uma contribuição importante para os atingir.
Descrição: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil de Gestão e Sistemas Ambientais
URI: http://hdl.handle.net/10362/5013
Aparece nas colecções:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Abreu_2010.pdf4,65 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.