Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/298
Título: Construção de um centro de recursos educativos num estabelecimento de ensino: estudo de um caso de formação acção
Autor: Oliveira, Fernando Manuel de Matos
Orientador: Canário, Rui
Data de Defesa: 1997
Editora: Universidade Nova de Lisboa: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: Em matéria de mudança educativa, predominaram nas últimas três décadas processos planificados pela administração central (processos de reforma), exógenos às escolas, traduzidos em produções maciças de "soluções inovadoras exportadas" para as escolas. No quadro desta concepção da mudança, afirmou-se uma tendência para encarar a formação de professores como um instrumento destinado a preparar-los para a adopção das soluções propostas (impostas). No domínio da formação contínua, em particular, esta concepção da formação têm-se traduzido, tendencialmente, na oferta de "acções de formação" organizadas à luz do modelo escolarizado do processo formativo, desligadas dos contextos de trabalho. Face ao insucesso (pelo menos relativo) das estratégias de reforma marcadas por uma lógica de mudança instituída, tem vindo a afirmar-se uma mudança na maneira de pensar a produção de inovações nas escolas. Mais pertinente do que exportar soluções para as escolas é contribuir para que os professores, a nível local, construam activamente a mudança, problematizando situações e produzindo soluções originais para os problemas identificados. Nesta óptica, o problema da formação de professores articulada com a produção de mudanças educativas não se resolve com a oferta de "acções de formação" escolarizadas (e, portanto, incongruentes com o processo de formação do professor, enquanto adulto). O estabelecimento de ensino é o lugar onde formação e mudança se fundem num processo único. A formação não é uma espécie de condição prévia para a mudança; ela ocorre durante a mudança. Esta perspectiva supõe que se encare as escolas como lugares onde os professores se formam. Os professores formam-se, em contexto, construindo a mudança, numa actividade de construção e resolução de problemas, que supõe um processo reflexivo e de pesquisa, individual e colectivo. Com base nestes pressupostos, levámos a cabo um estudo (adoptando como modo de investigação o estudo de caso) centrado no percurso formativo vivido por uma equipa de professoras no quadro do desenvolvimento de uma inovação endógena ao estabelecimento de ensino: o Centro de Recursos Educativos (CRE) da Escola Marquesa de Aloma. O problema central consistiu na explicitação e comprensão das incidências formativas do processo de "construção" e "pilotagem" do CRE. Foi possível concluir que o desenvolvimento do CRE tem sido para as professoras envolvidas um processo fortemente formativo. As professoras formaram-se, em contexto, construindo uma inovação. A sua participação na gestão e animação do CRE desencadeou processos de apropriação de novos saberes e saberes-fazer, favoreceu a construção e experimentação de novas práticas e modalidades de acção pedagógica, engendrou mudanças na maneira de perspectivar o exercício da profissão, bem como na percepção subjectiva que têm de si mesmas.
Descrição: Dissertação de mestrado em Ciências da Educação: área de Educação e Desenvolvimento
URI: http://hdl.handle.net/10362/298
Aparece nas colecções:FCT: UIED - Dissertações de Mestrado
FCT: DCSA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
oliveira_1997.pdf10,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.