Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/2380
Título: Avaliação ambiental e económica das externalidades na análise de ciclo de vida: o caso dos óleos usados em Portugal
Autor: Rosa, Hugo Miguel Picardo
Orientador: Santos, Rui
Data de Defesa: 2009
Editora: FCT - UNL
Resumo: O crescimento da população e das actividades económicas, associados às alterações dos padrões de produção e consumo, conduziu ao aumento do consumo de recursos naturais e da geração de resíduos, criando problemas ambientais e exigindo a adopção de novas políticas e procedimentos de gestão. Os óleos usados constituem um tipo de resíduo que requer uma atenção particular, nomeadamente devido aos impactes negativos que potencialmente podem gerar na saúde e no ambiente. Por essa razão, têm vindo a ser analisadas diversas alternativas para a valorização e tratamento destes resíduos, com o objectivo de promover a sua adequada gestão. Este trabalho aborda a política de gestão de óleos usados, avaliando aspectos ambientais, económicos e sociais, associados ao seu ciclo de vida, e contemplando diversas alternativas de valorização e tratamento, com particular atenção na opção de regeneração por usualmente ser considerada como uma boa prática ambiental. Em termos metodológicos é explorada a utilização da abordagem da Avaliação de Ciclo de Vida, que permite inventariar os fluxos estabelecidos e avaliar os impactes ambientais do sistema. Esta abordagem é complementada com a perspectiva da Análise de Custos Associada ao Ciclo de Vida (Life-Cycle Costing Analysis), que visa a avaliação económica dos aspectos relevantes, incluindo os custos internos e as externalidades, que são frequentemente ignoradas. A metodologia proposta é aplicada a um caso de estudo para Portugal, sendo avaliadas as etapas que integram o ciclo de vida dos óleos usados no âmbito do sistema integrado de gestão, de forma a identificar a opção de destino final mais favorável na perspectiva ambiental. Os resultados obtidos permitem concluir que a regeneração é a alternativa que gera menores custos ambientais, sendo, nessa perspectiva, a melhor solução de valorização dos óleos usados, confirmando a hierarquização estabelecida na política comunitária e nacional.
Descrição: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para a obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil Gestão e Sistemas Ambientais
URI: http://hdl.handle.net/10362/2380
Aparece nas colecções:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Rosa_2009.pdf1,54 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.