Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/2360
Título: Contributo para o estudo da problemática das águas residuais hospitalares
Autor: Falcão, Filipa Alexandra Saudade
Orientador: Amaral, Leonor
Data de Defesa: 2009
Editora: FCT - UNL
Resumo: As unidades de saúde nas suas actividades produzem águas residuais que podem ser consideradas um agente de risco para o ambiente e para a saúde pública, o objectivo principal deste trabalho é contribuir para avaliar de que modo é feita actualmente a gestão de efluentes hospitalares e quais deveriam ser as práticas a implementar por forma a que sejam adoptadas as melhores tecnologias disponíveis. Actualmente não se conhece a situação exacta dos efluentes hospitalares, o que em parte se deve à ausência de legislação nacional. A metodologia do estudo centrou-se nos instrumentos de observação directa, entrevistas e questionários. Na revisão da literatura procurou obter-se um suporte teórico para a parte prática do trabalho, apresentando alguns tipos de tratamento adoptados noutros países e caracterização dos efluentes hospitalares. Na parte prática deste trabalho foi efectuado um levantamento da situação dos hospitais a nível nacional, e apresentação de algumas propostas técnicas para diminuição dos riscos,para a saúde pública e para o ambiente, resultantes do lançamento destes efluentes na rede pública,sem qualquer controlo. O levantamento baseou-se na caracterização da unidade de saúde, os tipos de tratamento adoptados e tipos de drenagem existentes. Com vista a obter uma perspectiva global da situação de referência, os resultados foram extrapolados para outras unidades de saúde com situação semelhante em termos de número de camas e tipo de unidade. Os resultados fornecem um importante contributo sobre o conhecimento da situação nacional, sendo útil para futuras implementações no tratamento dos efluentes hospitalares e se forem tidos em consideração nos planos e regulamentações futuras. Para tal deve haver formação dos profissionais responsáveis, bem como o acompanhamento na gestão destes efluentes. Com a realização deste trabalho pode concluir-se que sem legislação ou incentivos financeiros torna-se difícil implementar uma gestão correcta dos efluentes hospitalares. Para um adequado tratamento das águas residuais é necessário que haja redes de drenagem independentes. Verifica-se que a drenagem e o tratamento dependem do tipo de unidade de saúde, e da pessoa responsável pelo serviço.
Descrição: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil Engenharia Sanitária
URI: http://hdl.handle.net/10362/2360
Aparece nas colecções:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Falcao_2009.pdf21,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.