Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/22192
Título: Caracterização da resposta imune humoral de indivíduos com Doença de Chagas
Autor: Alves, Iolanda Cristina Banha
Orientador: Silva, Marcelo Sousa
Palavras-chave: Doença de Chagas
T. cruzi
Resposta imune humoral
Anti-T. cruzi
Antigénios T. cruzi
Data de Defesa: 2017
Resumo: Inicialmente confinada à América Latina a doença de Chagas, também conhecida como Tripanossomose Americana, é atualmente um problema de saúde pública que afeta 8 milhões de pessoas em todo o mundo. A terapêutica existente só tem eficácia adequada quando instituída na fase aguda o que, associado à dificuldade do diagnóstico neste período, contribui para grande parte da morbilidade e mortalidade associada à doença. Na fase crónica da infeção, a parasitémia diminui para níveis quase indetetáveis tornando difícil a observação do parasita no sangue. Neste período o diagnóstico da doença é centrado em métodos serológicos que detetam sobretudo anticorpos do tipo IgG anti-T. cruzi, dos quais a técnica de eleição é o ELISA. T. cruzi, o agente etiológico da doença tem mais de 6000 estirpes, organizadas em seis linhagens genéticas e durante o seu ciclo de vida assume três formas com perfis antigénicos distintos, o que dificulta a utilização de um único teste no diagnóstico da doença de Chagas. Atualmente a confirmação do diagnóstico requer dois testes serológicos diferentes positivos e com preparações de antigénios distintas. Este estudo tem como objetivo caracterizar a reatividade serológica dos antigénios de T. cruzi da forma tripomastigota da estirpe Y utilizando soros de indivíduos com doença de Chagas. Os resultados obtidos podem contribuir para encontrar marcadores serológicos que possam ser usados no desenvolvimento de um teste de diagnóstico único de elevada sensibilidade e especificidade e uma melhor compreensão da resposta imune humoral desenvolvida durante a doença de Chagas. Tendo em conta o objetivo proposto foram determinados os níveis de anticorpos anti-T. cruzi por in-house ELISA de 330 soros de indivíduos com doença de Chagas provenientes de vários países da América Latina imigrantes na Europa e de forma a identificar as proteínas do parasita responsáveis pela reatividade sorológica dos soros, foi feita a análise dos mais reativos por Immunoblotting. Dos 330 soros analisados por ELISA, 278 foram positivos para IgG total e 116 para IgM. Na imunodeteção de proteínas do parasita por Immunoblotting, foi possível distinguir proteínas com o tamanho aproximado de 25-37, 37-50, 50, 50-75, 75, 100, 150 e 150-250 kDa.
Abstract Initially confined to Latin America, Chagas disease, also known as American Trypanosomiasis, is currently a public health problem that affects 8 million people worldwide. Existing therapy only has adequate efficacy when instituted in the acute phase, which, combined with the difficulty of diagnosis during this period, contributes to a large part of the morbidity and mortality associated with the disease. In the chronic phase of infection, the parasitemia decreases to almost undetectable levels, making it difficult to observe the parasite in the blood. At this time, the disease diagnosis is centered on serological methods that mainly detect anti-T. cruzi IgG antibodies, of which ELISA is the technique of choice. T. cruzi, the etiological agent of the disease, has more than 6000 strains, organized into six genetic lines and during its life cycle assumes three forms with distinct antigenic profiles, which makes it difficult to use a single test in the diagnosis of Chagas disease. At present, diagnosis confirmation requires two different serological tests positive and with preparations of different antigens. This study aims to characterize the serological reactivity of T. cruzi antigens of the trypomastigote form of strain Y using sera of individuals with Chagas' disease. The results obtained can contribute to find serological markers that can be used in the development of a single test of high sensitivity and specificity and a better understanding of the humoral immune response developed during Chagas' disease. To this purpose, the levels of anti-T. cruzi antibodies in 330 sera of individuals with Chagas' disease from several Latin American countries, emigrants in Europe were determined by ELISA and in order to identify the proteins of the parasite responsible for sera serological reactivity, the most reactive were analyzed by Immunoblotting. Of the 330 sera analyzed by ELISA, 278 were positive for total IgG and 116 for IgM. By immunodetection of parasite proteins by Immunoblotting it was possible to distinguish proteins with the approximate size of 25-37, 37-50, 50, 50-75, 75, 100, 150 e 150-250 kDa.
URI: http://hdl.handle.net/10362/22192
Designação: Mestrado em Saúde Tropical
Aparece nas colecções:IHMT: CT - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Iolanda final 25 Maio.pdf2,01 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.