Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/14644
Título: Efeito fim-de-semana e noite : impacto do momento de admissão sobre a mortalidade e a demora média no internamento
Autor: Funenga, Inês Sofia Azinhal
Orientador: Lopes, Sílvia
Palavras-chave: Mortalidade
Demora média
Admissão
Fim-de-semana
Noite
Mortality
Length of stay
Admission
Weekend
Night
Data de Defesa: 2014
Resumo: RESUMO - Contexto: Admite-se a existência de variações no número e nível de experiência dos profissionais de saúde disponíveis nos hospitais durante a noite e o fim-de-semana. As consequências desta situação na qualidade dos cuidados de saúde prestados expõem a importância deste estudo realizado com o objetivo de avaliar o impacto do momento de admissão sobre a mortalidade e a demora média no internamento. Metodologia: Foram estudados 201 369 episódios urgentes, admitidos com um de 36 diagnósticos principais, de acordo com as informações na base de dados dos resumos de alta, para o ano de 2012. O momento de admissão foi definido por período (dias úteis/fim-de-semana) e por hora (dia/noite), e estimaram-se os efeitos fim-de-semana e noite ao nível da mortalidade e da demora média em modelos de regressão logística. Resultados: Registou-se um aumento de 3% no risco de morte, em doentes admitidos ao fim-de-semana. Diferenças que não se verificaram entre os doentes admitidos de dia e de noite. Relativamente à demora média, verificou-se um aumento de 3% na probabilidade dos doentes admitidos durante o fim-de-semana terem uma demora média de internamento superior. Assim como os doentes admitidos durante a noite apresentaram um aumento de 2,9% na probabilidade de terem demora média de internamento mais longa. Conclusão: Os dados apresentados permitem um melhor conhecimento sobre a influência da variação da atividade hospitalar ao longo do dia e da semana nos hospitais portugueses, identificando a necessidade de aprofundar o tema e de implementar medidas que suprimam os efeitos fim-de-semana e noite.
ABSTRACT - Context: The existence of variations is common in the number and level of experience of health professionals available in hospitals during the night and weekend. The consequences of this situation on the quality of the healthcare provided to the patients, reveals the importance of this study, conducted with the aim of assessing the impact of the moment of admission on mortality and length of stay. Methodology: This study included 201 369 urgent admissions, with a primary diagnosis of the 36 selected, according to the information in the database of abstracts of the year 2012. The moment of admission was defined by period (weekdays/weekends) and time (day/night), and the weekend and night effects were accessed by logistic regression models. Results: There was an increase of 3% in the risk of death in patients admitted on weekends. There were no differences between patients admitted at day or night. Regarding the length of stay, there was a 3% increase in the likelihood of patients admitted during the weekend to have an average delay of superior relocation. As well as patients admitted overnight showed an increase of 2,9% on the probability of having a longer average internment delay. Conclusion: The data presented here allow a better knowledge about the influence of variation in hospital activity throughout the day and the week in Portuguese hospitals. It identifies the need to extend this matter research and to implement measures to eliminate the weekend and night effects.
URI: http://hdl.handle.net/10362/14644
Designação: Curso de Mestrado em Gestão da Saúde
Aparece nas colecções:ENSP: GOSS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RUN - Dissertação de Mestrado - Inês Funenga.pdf1,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.