Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/14462
Título: Benchmarking de desempenho e melhores prácticas ambientais no sector cimenteiro. Caso de estudo: fábrica da Secil-Outão
Autor: Nascimento, Lara Sofia Perneal Reis
Orientador: Costa, Nuno
Mercier, Susana
Palavras-chave: Sistemas de gestão ambiental
Aspectos ambientais
Sector cimenteiro
Benchmarking
Desempenho ambiental
Indicadores
Data de Defesa: Out-2014
Resumo: O cimento é um produto essencial para a elaboração de infraestruturas e uma necessidade para o desenvolvimento económico. A sua produção implica elevados gastos energéticos que com o aumento do consumo, associado ao desenvolvimento da economia mundial, têm vindo a tornar os seus impactes cada vez mais significativos, incluindo outros aspectos ambientais como emissões e impactes na biodiversidade. A globalização fez com que cada vez mais organizações se esforçassem para superar a concorrência e adoptassem novas técnicas e tecnologias mais sustentáveis com recurso a indicadores de desempenho ambiental. A ausência de um documento sectorial de referência para o sector cimenteiro que defina critérios e indicadores de desempenho específicos do sector dificulta assim a tarefa de benchmarking de desempenho ambiental entre empresas do mesmo sector de actividade. A presente dissertação visa utilizar o benchmarking como ferramenta de gestão para avaliar o desempenho ambiental no sector cimenteiro. A avaliação é feita através de indicadores de desempenho elaborados com base nos dados disponíveis nas declarações ambientais das várias fábricas de cimento registadas no Sistema Comunitário de Eco-Gestão e Auditoria (EMAS) e procura estabelecer relações entre um elevado desempenho e as melhores prácticas, para identificação de melhoria potencial dos vários domínios relevantes da actividade das empresas do sector. Foi recolhida uma amostra composta por 23 fábricas de cimento na base de dados do EMAS, tendo sido efectuado um benchmarking entre 16 fábricas espanholas e portuguesas que constituem uma representatividade de 70 % do universo de organizações registadas. A fábrica que se apresentou mais vezes no top 3 de desempenho de cada indicador foi a fábrica da Secil-Outão, situação que se verificou em 6 dos 14 indicadores analisados. A fábrica da Lloseta e a de Cibra-Pataias estão presentes no top 3 de desempenho em 5 e 4 indicadores, respectivamente. De um modo geral, foram verificadas MTD’s implementadas e os níveis de desempenho nos vários indicadores são superiores aos valores definidos no Documento de Referência das Melhores Técnicas Disponíveis (BREF) de 2013, confirmando o empenho e compromisso das fábricas de cimento registadas no EMAS. Por fim, a metodologia desenvolvida foi aplicada no caso de estudo da Secil-Outão, tendo sido avaliado o desempenho da empresa nos diferentes indicadores e apresentando-se ainda uma análise das boas prácticas implementadas.
URI: http://hdl.handle.net/10362/14462
Designação: Dissertação
Aparece nas colecções:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Nascimento_2014.pdf3,38 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.