Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/14023
Título: Neuropatia incapacidade e aspectos ortopédicos da Lepra na Guiné - Bissau
Autor: SANTOS, Francisco José Flores
Orientador: SEIXAS, Jorge Beirão
Palavras-chave: Saúde tropical
Doenças tropicais
Lepra
Neuropatologia
Ortopedia
Guiné-Bissau
Data de Defesa: 2011
Editora: Instituto de Higiene e Medicina Tropical
Resumo: A lepra resulta da infecção por M. leprae. Manifesta-se fundamentalmente por lesões cutâneas e dos nervos periféricos podendo, no entanto, atingir outros órgãos e sistemas. A neuropatia periférica a nível dos membros, com consequente disfunção sensitiva e motora, pode culminar em lesões deformantes e gravemente incapacitantes. A terapêutica médica e cirúrgica, bem como a reabilitação têm um lugar importante na prevenção e no tratamento destas lesões. Este foi um estudo de carácter observacional, transversal e analítico, com o objectivo de caracterizar uma população de doentes com lepra no que se refere às sequelas do foro neuro-músculo-esquelético. Pretendeu-se avaliar o seu impacto em termos de incapacidade, de forma a determinar as necessidades no que respeita a intervenções preventivas e terapêuticas. A população estudada incluía dois grupos de doentes com diagnóstico de lepra – novos doentes (ND) e antigos doentes (AD) – internados ou seguidos em ambulatório no Hospital de Cumura, onde confluem todos os casos de lepra reportados na Guiné-Bissau. Para a colheita de dados foi realizada a consulta de registos clínicos do hospital, bem como a avaliação de doentes segundo um protocolo elaborado para o efeito. Para a classificação da incapacidade foi usado o Maximum Impairment Grade da OMS e o Eye Foot and Hand Score. A amostra consistiu em 82 doentes (54 ND e 28 AD). No grupo ND obteve-se 9,3% de indivíduos com idade inferior a 15 anos, 63,0% de indivíduos com doença do tipo multibacilar (MB) e 29,6% de indivíduos com incapacidade grau 2. Neste grupo os indivíduos paucibacilares (PB) apresentavam 10,0% de incapacidade grau 2 e os MB 41,2%. No grupo dos AD a incapacidade grau 2 ocorreu em 80,0% dos casos. Os troncos nervosos mais frequentemente envolvidos foram, por ordem decrescente de frequência: 1) nos ND, o tibial posterior, o mediano, o cubital, o ciático popliteu externo e o radial; 2) nos AD, o tibial posterior, o cubital, o mediano, o ciático popliteu externo e o radial. Os troncos nervosos que mais se associaram a lesões/deformidades foram nos ND e AD: o tibial posterior, cubital e mediano. As lesões dos membros mais frequentes foram: 1) nos ND, feridas e úlceras das mãos e dos pés, mutilação de dedos das mãos; 2) nos AD, mutilação das mãos e pés e mão em garra. O pé pendente/equino ocorreu apenas nos AD. Após o diagnóstico a maioria dos AD foram abandonados pela família ou amigos e encontravam-se dependentes nas actividades domésticas. Globalmente, 78% não retomou a sua actividade profissional (na maior parte das vezes ligada ao trabalho rural) ou mudou de ocupação. Os resultados obtidos sugerem que uma proporção importante de indivíduos está a ser diagnosticada tardiamente, o que pode corresponder a um maior número de casos detectados activamente em zonas antes não abrangidas pelas actividades de controlo da lepra. A maioria dos novos casos detectados eram MB, que correspondiam aos que apresentavam maior incapacidade. Os troncos nervosos mais atingidos foram os descritos na literatura, resultando nas lesões habituais. Estas são abordadas correctamente se passíveis de tratamento conservador, contudo parece escassear o recurso a soluções cirúrgicas. Estas lesões estiveram associadas a impacto negativo na qualidade de vida e integração social destes doentes. O estudo sugere que a detecção precoce da lepra e das lesões incapacitantes a ela associadas podem ser optimizadas no hospital de Cumura. Existe lugar para o tratamento cirúrgico que pode alterar a história natural da doença e suas consequências físicas, familiares e sociais.
Leprosy is caused by M. leprae infection. The disease affects skin and peripheral nerve trunks and occasionally other organs. Peripheral neuropathy of the limbs may progress and impair sensitive and motor functions with subsequent deformity and severe impairment. Chemotherapy but also surgery and rehabilitation have a major role in preventing and treating these lesions. This observational, analytical, cross-sectional study was performed to describe a population of leprosy patients and to characterize the existing neuro-muscular-skeletal lesions and disabilities in order to evaluate the burden of disability and the need for future preventive and therapeutic measures. Two groups of patients with a leprosy diagnosis were studied – a new patients group (NP) and a former patients group (FP) –followed-up as inpatients or outpatients at the Cumura Hospital which manages all leprosy cases reported in Guinea-Bissau. Data was obtained from clinical records or direct patient observation according to a specially created case report form. For impairment classification the WHO Maximum Impairment Grade and the Eye Foot and Hand Score were used. 82 patients (54 NP and 28 FP) were studied. In the NP group 9.3% of patients were under 15 years-old; 63.0% were multibacillary (MB), and 29.6% presented with grade 2 disability. In the NP group grade 2 disability was detected in 10.0% of PB and 41.2% of MB patients. In the FP group 80.0% of patients presented with grade 2 disability. Globally, the most commonly affected nerve trunk was the posterior tibial nerve followed by: 1) the median, ulnar, lateral popliteal and radial in NP patients; 2) ulnar, median, lateral popliteal and radial in FP patients. The ones more commonly associated with deformity were the tibial posterior, the ulnar and the median nerves. Most commonly diagnosed deformities were: 1) palmar and plantar wounds and ulcers, fingers mutilation in NP; 2) hand and foot mutilation and claw fingers in FP. Only FP presented with equinus foot. After diagnosis most of FP were abandoned by family or friends and became dependent for daily household activities. Globally 78% stopped working (mainly in rural activities) or changed their occupation. These results suggest that leprosy is being late diagnosed in a relevant proportion of patients. This may be associated with an increase in active detection in areas formerly not covered by anti-leprosy activities. Most of the newly detected cases are MB which was associated to higher impairment grades. The most affected nerve trunks and its associated lesions were the ones usually described. These lesions were correctly managed when this involved conservative treatment but apparently access to surgical solutions was limited. These deformities were found to have a negative impact on the quality of life and social integration of these patients. This study indicates that there is room for improvement in the detection and management of leprosy and associated disabilities at the Cumura hospital, including the use of surgical techniques that can favorably change the natural history of the disease and its physical, family and social consequences.
URI: http://hdl.handle.net/10362/14023
Designação: 1º Curso de Mestrado em Saúde Tropical
Aparece nas colecções:IHMT: CT - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Mestrado Saude Tropical - Francisco Flores Santos.pdfDissertação de Mestrado1,81 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.