Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/13116
Título: Six Sigma aplicado ao erro total das medições laboratoriais
Autor: Rodrigues, Sofia Alexandra Nunes
Orientador: Requeijo, José
Faria, Ana
Palavras-chave: Erro total
Six Sigma
DMAIC
PNAEQ
Laboratório clínico
Data de Defesa: 2014
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: Na presente Dissertação é apresentado um estudo desenvolvido no PNAEQ – INSA.IP que visa a aplicação da metodologia Six Sigma na avaliação do parâmetro do sódio para o Erro total, resultante das medições laboratoriais dos participantes no programa, com intuito de mitigar os erros sistemáticos e melhorar a qualidade das medições clínicas em laboratórios clínicos e obterem resultados mais fidedignos. A seleção deste parâmetro advém do facto de os distúrbios mais frequentes nos indivíduos estarem relacionados com a concentração deste ião no organismo. A implementação do Six Sigma rege-se pelo ciclo DMAIC (Define-Measure-Analyse-Improve-Control), que se decompõe em cinco etapas diferentes para se conseguir a melhoria desejada, onde são integradas diferentes ferramentas e técnicas da qualidade. O ciclo DMAIC permite a definição, preparação e análise dos objetivos propostos até à sua monitorização depois de implementada na Organização, por forma a controlar e garantir o sucesso desta melhoria, evitando os possíveis desvios. Para o efeito, foi selecionada uma amostra de 12 laboratórios participantes consistentes no período de 2009 a 2012, cuja localização geográfica se encontra mais ou menos uniformizada ao longo do território nacional. Foram analisados alguns dos parâmetros integrados nos relatórios resultantes da AEQ, nomeadamente os métodos de determinação utilizados e o coeficiente de variação (CV) interlaboratorial e intralaboratorial, sempre que possível. Foram estabelecidos pontos de monitorização da determinação do sódio em 1978 (1º ensaio de AEQ), em 1982-1983 e 1993-1994, tendo-se verificado uma inevitável evolução tecnológica e científica nos processos de determinação, sendo que no 1º ensaio de AEQ o CV rondava os 4% e os métodos utilizados eram manuais, actualmente o CV equivale a aproximadamente 2% e os métodos são totalmente automatizados. No entanto, o valor do erro total apresentado por uma parte dos laboratórios participantes está acima da especificação, de acordo com as tabelas de limites de especificação da AEFA. A determinação do erro total é fundamental na melhoria das medições laboratoriais, na medida em que se trata de um indicador da qualidade de limite para a imprecisão e inexatidão. É, entre outros, um indicador da qualidade de desempenho dos métodos e/ou equipamentos, sendo que, apesar de toda a amostra de participantes considerada utilizar o mesmo método, existem falhas inerentes ao modo como está a ser executada a acção. O nível actual da performance apresentado por estes laboratórios, ou nível sigma, é de 2,5 o que implica que estas entidades carecem de acções de melhoria por forma a aumentar a sua performance, sobretudo porque se trata de uma questão de saúde pública.
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia e Gestão Industrial
URI: http://hdl.handle.net/10362/13116
Aparece nas colecções:FCT: DEMI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Rodrigues_2014.pdf4,75 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.