Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/13036
Título: Influência de agregados provenientes de RCD e cinzas volantes não-conformes no desempenho de argamassas de cimento
Autor: Machado, Soraia Filipa Amaral
Orientador: Pinho, Fernando
Palavras-chave: Resíduo de construção e demolição
Cinza volante
Argamassa
Cimento
Data de Defesa: 2014
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: A indústria da construção civil, responsável por um elevado consumo de recursos naturais, sempre se fez acompanhar de processos construtivos que originam quantidades significativas de resíduos, nomeadamente resíduos de construção e demolição (RCD). Por outro lado, as centrais termoelétricas, responsáveis pela produção de energia elétrica através da queima de carvão, produzem volumes significativos de resíduos industriais designados por cinzas volantes (conformes e não-conformes). Os RCD e as cinzas volantes não conformes - com alto teor de carbono e como tal não comercializadas -, têm como destino final o aterro, conduzindo a um impacto ambiental e problemas ecológicos. Tanto as cinzas volantes (por possuírem propriedades pozolânicas) como os agregados reciclados provenientes de RCD, apresentam grande potencial de reutilização. Assim, o aproveitamento destes resíduos é uma alternativa viável ao uso de “materiais tradicionais” promovendo o desenvolvimento de uma construção sustentável. A presente dissertação tem como objetivo o estudo da incorporação conjunta destes resíduos em argamassas, avaliando-se assim uma alternativa ao aterro. Para tal, na parte experimental do trabalho, produziram-se 10 diferentes argamassas de cimento com agregado fino normalizado, agregado fino reciclado e uma combinação entre os dois tipos de agregados. Para efeitos de comparação, duas das argamassas produzidas são consideradas argamassas de referência (sem substituição do ligante); nas restantes argamassas procedeu-se à substituição de 1/6 do volume de cimento por cinzas volantes conformes e não conformes. Todas as argamassas foram produzidas ao traço volumétrico 1:3 (ligante: agregado) com 100 e 50 % de substituição em massa de agregado normalizado por agregado reciclado; as argamassas com substituição do ligante por cinzas volantes ao traço volumétrico 1:0,2:3,6 (ligante: cinzas: agregado). Aos 28 dias de cura avaliou-se o seu comportamento físico e mecânico. A incorporação de agregados reciclados e cinzas volantes na produção das novas argamassas,conduziu, entre outros aspetos, ao aumento da porosidade aberta e consequente diminuição da resistência mecânica, em relação às argamassas de referência. No entanto, tendo em consideração a reutilização de resíduos para produção de argamassas, os resultados mostraram-se globalmente positivos para certos tipos de aplicações (nomeadamente em argamassas de regularização).
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau Mestre em Engenharia Civil – Perfil de Construção
URI: http://hdl.handle.net/10362/13036
Aparece nas colecções:FCT: DEC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Machado_2014.pdf4,81 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.