Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/12363
Título: Avaliação do potencial da produção de energia elétrica através de resíduos urbanos em Portugal Continental. Horizonte Temporal 2014-2020
Autor: Silva, Filipa Cunha Nobre Pessoa da
Orientador: Ferreira, Francisco
Cabeças, Artur
Palavras-chave: Aterros sanitários
CVO/TMB
Incineração
Energia elétrica
Gases com efeito de estufa
Modelo LandGEM
Data de Defesa: 2014
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: Até há algumas décadas atrás considerava-se que os resíduos não tinham qualquer tipo de valor associado. Nos dias de hoje os resíduos são já encarados de forma diferente, tendo-se vindo a assistir a um crescimento da sua valorização, nomeadamente através da sua utilização direta ou de produtos da sua degradação para a produção de energia elétrica. O objetivo principal deste estudo é fazer uma previsão do potencial de produção de energia elétrica através dos resíduos urbanos em Portugal Continental, tendo como horizonte de estudo os anos de 2014 a 2020. Para a realização deste estudo consideraram-se 36 aterros, 9 Centrais de Valorização Orgânica (CVO) / Tratamento Mecânico Biológico (TMB) atualmente em operação, 4 CVO/TMB que serão construídas em breve e ainda duas instalações de incineração existentes. Além da avaliação da produção de energia elétrica foi também efetuada uma análise quer das emissões de gases com efeito de estufa associadas, quer das evitadas, para cada um dos casos. Com a realização deste estudo pode concluir-se que, ao nível da produção de energia elétrica no período considerado de 2014-2020, a incineração é o processo que conseguirá produzir maiores quantidades de energia em qualquer um dos cenários analisados, seguido dos aterros e por último das CVO/TMB. Os aterros sanitários, em qualquer um dos cenários são os maiores emissores para a atmosfera de gases que agravam o efeito de estufa, sendo que emitir-se-á em média por ano, no período 2014-2020 cerca de 0,61 tCO2eq/t RU e por cada tonelada de RU queimada nas unidades de incineração, emitir-se-á em média cerca de 0,57 tCO2/t RU.
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, Perfil de Gestão de Sistemas Ambientais
URI: http://hdl.handle.net/10362/12363
Aparece nas colecções:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Silva_2014.pdf3,98 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.