Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/12340
Título: Trabalho colaborativo e matemática: um estudo de caso sobre o instrumento de avaliação de capacidades e competências do projeto interacção e conhecimento
Autor: Machado, Ricardo Jorge da Rocha
Orientador: César, Margarida
Matos, José Manuel Leonardo de
Palavras-chave: Matemática
Capacidades e competências
IACC
Trabalho colaborativo
Aprendizagem
Desenvolvimento
Data de Defesa: 2014
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: A Matemática assume elevada importância nas trajetórias de participação ao longo da vida, sobretudo para alunos de 3.º ciclo do ensino básico e secundário (César, 2013a). As aprendizagens matemáticas devem ter em conta os conhecimentos apropriados, assim como as capacidades e competências que os alunos conseguem mobilizar. Para isso, o professor deve conhecer as capacidades e competências dos alunos, desde o início do ano letivo, adaptando as práticas às suas características, necessidades e interesses (César, 2009). Ao triangular as teorias piagetiana, vygotskiana, da aprendizagem situada e do dialogical self concebemos formas de atuação adequadas ao desenvolvimento de capacidades e competências. Nesta investigação analisamos um instrumento de avaliação de capacidades e competências (IACC), elaborado no âmbito do projeto Interacção e Conhecimento (IC) e utilizado durante os 12 anos de existência formal (1994/95-2005/06). Assumimos um paradigma interpretativo (Denzin, 2002), desenvolvendo um estudo de caso intrínseco (Stake, 1995/2009). Os principais participantes foram os alunos das turmas do IC (disciplina de Matemática ou afins; 5.º ao 12.º ano de escolaridade; cerca de 600 turmas), os respetivos professores/investigadores, investigadores e observadores externos. Os instrumentos dividem-se em dois grupos: (1) recolha documental – espólio do IC; e (2) conversas informais, registadas no diário de bordo do investigador, recolhidos nesta investigação. O tratamento e análise de dados baseou-se numa análise de conteúdo, de tipo narrativo (Clandinin & Connelly, 1998), sistemática e sucessiva, passando duma leitura flutuante ao reconhecimento de padrões, fazendo emergir categorias indutivas de análise (Hamido & César, 2009). Os resultados iluminam o processo de elaboração do IACC, incluindo os princípios epistemológicos e teorias que o sustentam, as estratégias de resolução dos alunos e respetivos padrões de desempenho. Também ilustram os impactes dos procedimentos utilizados pela equipa do IC durante a primeira semana de aulas, nomeadamente o recurso ao IACC, nas práticas pedagógicas, bem como os contributos para a formação inicial e contínua de professores.
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Doutor em Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10362/12340
Aparece nas colecções:FCT: DCSA - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Machado_Vol1_2014.pdf59,58 MBAdobe PDFVer/Abrir
Machado_Vol2_2014.pdf10,86 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.