Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/12289
Título: Arrefecimento evaporativo de ambientes e elementos construtivos
Autor: Vidigal, Filipa Vitória Santana
Orientador: Gonçalves, Teresa
Faria, Paulina
Palavras-chave: Arrefecimento evaporativo
Materiais porosos de construção
Infravermelhos
Pirómetro
Emissividade
Secagem
Data de Defesa: 2014
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: A presente dissertação discute a capacidade dos materiais de construção porosos para promoverem o arrefecimento evaporativo de ambientes. A evaporação pode ser utilizada como meio de arrefecimento porque é endotérmica, ou seja, consome energia. Os processos evaporativos podem melhorar a eficiência energética do parque construído uma vez que se baseiam numa fonte de energia renovável e económica. Efetuou-se primeiro uma pesquisa bibliográfica sobre materiais e sistemas de arrefecimento evaporativo, bem como métodos de avaliação destes, numa perspetiva internacional, abordando soluções tradicionais e desenvolvimentos recentes. Depois, realizou-se uma campanha experimental que assentou na medição da temperatura superficial de alguns materiais selecionados durante a sua secagem. Os materiais foram dois calcários, tijolo cerâmico, argamassa de cal aérea, silicato de cálcio, areia siliciosa com três granulometrias distintas, celulose e serradura. A medição da temperatura superficial foi efetuada por infravermelhos (IV), utilizando um pirómetro. O equipamento mede a radiação emitida pela superfície a partir da Lei de Stefan-Boltzmann, a qual depende não só da temperatura como também da emissividade. Assim sendo, o trabalho experimental passou em primeiro lugar por averiguar se existiam variações de emissividade decorrentes do facto de os materiais apresentarem tonalidades diferentes ou de se encontrarem húmidos. Depois, realizaram-se ensaios de secagem durante os quais se mediu a temperatura superficial. Realizou-se um ensaio em condições controladas, numa sala condicionada, bem como ensaios no exterior, ao sol e à sombra. A dissertação permitiu retirar conclusões principalmente sobre: i) fiabilidade do método de medição da temperatura superficial por IV, para a gama de temperaturas registadas; ii) potencial de arrefecimento evaporativo dos materiais testados. Os resultados obtidos sugerem uma baixa repetibilidade da técnica de medição da temperatura superficial por IV e revelaram um elevado potencial de arrefecimento evaporativo dos materiais utilizados correntemente na construção. Esta dissertação foi realizada no LNEC, no âmbito do projeto de investigação “DRYMASS” que é co-financiado pela Fundação Portuguesa para a Ciência e a Tecnologia (FCT).
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia Civil – Perfil de Construção A presente dissertação foi preparada no âmbito do Convénio existente entre o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT-UNL), tendo sido realizada no LNEC.
URI: http://hdl.handle.net/10362/12289
Aparece nas colecções:FCT: DEC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Vidigal_2014.pdf5,19 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.