Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/12110
Título: Literatura e música em Victor Hugo: mitologia do escritor romântico na génese do repertório operático oitocentista
Autor: Mota, Carla Sofia Catarino Silva
Palavras-chave: Comparativismo
Victor Hugo
Intertextualidade
Hipertextualidade
Giuseppe Verdi
Gaetano Donizetti
Data de Defesa: Abr-2014
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de lisboa
Resumo: Através da Dissertação de Doutoramento intitulada Literatura e música em Victor Hugo: mitologia do escritor romântico na génese do repertório operático oitocentista, pretende-se evidenciar a riqueza e a relevância da análise comparativista inter-artes, nomeadamente entre Literatura e Música, sendo possível traçar as ligações estreitas, mas nem sempre conceptuais, entre uma e outra, realçar a presença indiscutível da literatura no fascinante mundo da ópera, lugar incontestado de admiráveis expressões literárias, e questionar as temáticas do mito, do modelo e da intertextualidade, do género operático e do estatuto do libreto de ópera, passando pela incontornável abordagem da estética da recepção. Dando particular enfoque à época romântica, a nossa análise concentra-se na grandeza e no génio criador daquele que Paul Valéry apelidou de “mais imponente astro da literatura universal”: Victor Hugo. Mediante um indispensável estudo da influência do homem de letras que se tornou mito, bem como da relação que o “Mestre” cultivou com a música, para além do inegável lirismo que atravessa toda a sua obra, veremos o quanto o drama moderno por ele definido terá um papel capital na elaboração de um novo ideal operático do século XIX, estando grande parte da sua obra na origem de inúmeras adaptações para a cena lírica oitocentista. Guiados pela leitura atenta e paralela de algumas obras de destaque de Hugo e das suas adaptações em libreto, equacionar-se-ão temas, estéticas, teorias e modas, sem esquecer a beleza ofuscante da união de um verbo sublime com a grandeza e a eloquência da música. Uma forma peculiar, portanto, mas também inabitual e fascinante de abordar a literatura - uma literatura que se relaciona intimamente com arte lírica e que se torna, por isso mesmo, próxima mas também difícil de apreender na sua totalidade, confundindo-se com o mito que ela própria constrói.
Descrição: Tese apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Doutor em Línguas, Literaturas e Culturas, área de especialização em Estudos Literários Comparados
URI: http://hdl.handle.net/10362/12110
Aparece nas colecções:FCSH: DLCLM - Teses de Doutoramento



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.