Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/6934
Title: Tradição e inovação do sistema produtivo local da Marinha Grande
Author: Lema, Paula Bordalo
Issue Date: 1996
Publisher: Colibri
Series/Report no.: N.9;
Abstract: A industrialização da Marinha Grande remonta ao século XVIII quando aí se fundou pelo Marquês de Pombal a primeira grande fábrica de vidro do país dotada de privilégios especiais - a Real Fábrica de Vidros da Marinha Grande. A matéria prima era o silício proveniente da areia e a soda utilizada como fundente; o cristal, vidro à base de chumbo, requeria a junção do silicato de chumbo a um silicato alcalino. A areia provinha de localidades próximas e a soda era importada de Inglaterra. A fonte de energia era a lenha para os fomos obtida no pinhal de Leiria. A indústria do vidro só podia desenvolver-se em grandes oficinas como a Fábrica Escola Irmãos Stephens porque exigia equipamentos importantes como os fomos para derreter a matéria prima.
Description: pp. 381-390
URI: http://hdl.handle.net/10362/6934
ISSN: 0871-2278
Appears in Collections:Revista da FCSH -1996

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RFCSH9_381_390.pdf8,23 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.