Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/6695
Título: Fá Mok Lan/ "a donzela que foi à guerra"
Autor: Amaro, Ana Maria
Data: 1992
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Relatório da Série N.º: ;6
Resumo: Para Ramón Menendez Pidal os romances são "cantos tradicionais" com criação hispânica, que tiveram uma poetização prestigiada particular, em Portugal, outra na Catalunha, oufra em Castela, três vozes de uma mesma melodia, ou, como disse Carolina Michaèlis, aspectos vários de uma unidade tripartida pelo idioma*^'. O romance da donzela guerrefra, do qual José Leite de Vasconcelos apresenta vinte variantes, é possível que tenha tido o seu berço na Provença ou em Aragão, durante a Idade Média. Na classificação dos romances ibéricos, da responsabilidade de M. Viegas Guerreiro, Lindley Cintra e Maria Aliete Galhoz, apresentada na introdução do "Romanceiro Português" de J. Leite de Vasconcelos, publicado, em dois volumes, em 1958 e 1960*^', o romance da "Donzela que vai à guerra" é considerado pertencente ao grupo dos romances novelescos.
Descrição: pp. 51-75
URI: http://hdl.handle.net/10362/6695
ISSN: 0871-2778
Aparece nas colecções:Revista da FCSH -1992-93

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RFCSH6_51_75.pdf15,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.