Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/19569
Título: A linguagem matemática em manuais do ensino secundário e profissional
Autor: Carvalho, Carlos Alberto Batista
Orientador: Matos, José Manuel Leonardo de
Palavras-chave: Programa de Matemática
Manuais escolares de matemática
Linguagem
Tipos de tarefa
Data de Defesa: Set-2015
Resumo: A investigação aqui apresentada centrou-se no desenvolvimento de uma análise comparativa entre programas do ensino regular e os programas para o ensino profissional, ambos nos últimos anos do ensino secundário. Mais especificamente, determinar como o programa de Matemática A e o programa de Matemática para os Cursos Profissionais (CP) dos currículos portugueses é transposto, em linguagem matemática, para os manuais escolares tendo em conta os diferentes público alvo. De forma a ser possível dar resposta ao objetivo principal desta tese foram definidos particularmente mais alguns objetivos que se centraram em analisar os manuais em: 1. Termos estruturais; 2. Termos textuais; 3. Termos de recursos. De modo a poder caracterizar a linguagem utilizada nos diferentes tipos de livros de texto, e no processo de desenvolvimento de uma ferramenta analítica, o trabalho desenvolvido centrou-se no cruzamento de um instrumento desenvolvido num trabalho anterior, que analisou os níveis de utilização das calculadoras gráficas em livros de texto (Carvalho, 2006, 2009), com a literatura que aborda a temática dos manuais escolares e estruturas de linguagem, mais particularmente, alicerçada na Teoria da Atividade Social de Dowling (Dowling, 1998), inteiramente dedicada à análise de livros de texto. A metodologia de investigação adoptada é de natureza qualitativa. Esta opção prendeu-se com o facto de todos os dados a recolher, serem observados diretamente dos manuais escolares. De forma a poder responder às questões do estudo foi construída uma grelha de análise que resultou quer de sucessivas observações feitas aos manuais quer da literatura estudada, seguindo uma linha muito próxima da análise de conteúdo de Laurence Bardin (Bardin, 2004). Foi possível observar que de uma forma geral os manuais abordam os conteúdos propostos no programa, havendo alguns que não o fazem na sua totalidade. Relativamente à utilização da calculadora foi possível distinguir os manuais que usam e os que usam pouco ou muito pouco. Dos que usam, existe uma lógica de utilização, encontrando-se esta distribuída de forma equilibrada pelos tipos de tarefa.
URI: http://hdl.handle.net/10362/19569
Designação: Doutoramento em Ciências da Educação
Aparece nas colecções:FCT: DCSA - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Carvalho_2015.pdf13,85 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.