Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/12544
Título: Ourivesaria popular: Arte, sociabilidade e património das gentes do Minho
Autor: Sousa, Gonçalo de Vasconcelos e
Palavras-chave: Ourivesaria popular
Minho
Século XIX
Data: 2007
Editora: Edições Colibri / Instituto de História da Arte - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/UNL
Resumo: A joalharia portuguesa alcança, no séc. XIX, um dos seus períodos simultaneamente mais diversificados e ainda menos estudados. No contexto da investigação desta área temática, o retrato possui um papel relevante, sobretudo atendendo à utilização corporal da jóia. Constitui um eco das distintas modas das elites, sendo mais aparatoso e diferenciado no caso das representações femininas, tando de personagens portuenses, lisboetas como até da província. Da iconografia da Família Real à dos estamentos populares, a jóia assume uma transversalidade social digna de nota. Elemento de afirmação de um estatuto social e económico, a jóia incorpora igualmente, no século XIX, uma clara mensagem estética. Se, no primeiro terço da centúria, se assiste a uma persistência dos motivos decorativos neoclássicos, logo emergem as tendências românticas, que recuperam os esmaltes e reutilizam em força novas gemas e outros materiais.
Descrição: Revista do IHA, N.3 (2007), pp.222-237
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10362/12544
ISSN: 1646-1762
Aparece nas colecções:Revista do IHA Nº 3 (2007)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ART_11_SOUSA.pdf827,98 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.