Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/11029
Título: Caminhos de ferro, população e desigualdades territoriais em Portugal, 1801-1930
Autor: Silveir, Luís Espinha da
Alves, Daniel
Lima, Nuno Miguel
Alcântara, Ana
Puig, Josep
Data: 2011
Citação: Silveira, Luís Espinha da, Daniel Alves, Nuno Miguel Lima, Ana Alcântara, and Josep Puig. “Caminhos de ferro, população e desigualdades territoriais em Portugal, 1801-1930.” Ler História no. 61 (2011): 7–38.
Resumo: A historiografia sobre os caminhos de ferro em Portugal tem analisado o seu impacto no país como um todo, dando pouca atenção à sua influência na dinâmica populacional. Este artigo defende que os caminhos de ferro estimularam o crescimento da população nas áreas servidas por esta infraestrutura, contribuíram para o desenvolvimento urbano e incentivaram as migrações internas. Porém, os seus efeitos foram desiguais, pois a ferrovia beneficiou as zonas já prósperas (Norte Atlântico), tendo uma influência negativa em regiões com maiores debilidades estruturais (Norte Interior). Além disso, não foi capaz de atrair uma significativa população migrante.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10362/11029
ISSN: 0870-6182
Aparece nas colecções:FCSH: DH - Artigos em revista nacional com arbitragem científica



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.