Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/10823
Título: Bairro(s) do Restelo. Panorama urbanístico e arquitectónico
Autor: Almeida, Patrícia Beirão da Veiga Bento de
Palavras-chave: Restelo
Urbanismo
Arquitectura
Data de Defesa: Nov-2013
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: A presente tese de doutoramento visa analisar o bairro do Restelo em Lisboa, até hoje reconhecido sumariamente pela historiografia como o resultado de uma importante operação urbanística realizada no século XX em Portugal. Limitada temporalmente entre o surgimento da primeira proposta de urbanização da encosta da Ajuda (cerca de 1938) e o concurso público de ideias lançado pela EPUL para a Zona Nascente da Encosta do Restelo (1991), esta investigação defrontou-se afinal com múltiplas intervenções urbanísticas e arquitectónicas elaboradas por diversos projectistas que durante anos as conceberam sob a orientação de variadas decisões políticas. Esta dissertação tem como principais objectivos identificar os diversos planos e projectos e reconhecer as grandes questões que lhes são subjacentes no contexto do urbanismo e da arquitetura na cidade de Lisboa, bem como identificar as linhas fundamentais para a análise dos diversos planos parciais de urbanização no Restelo e o que aí se foi construindo. Se em finais dos anos 30 do século XX, a “cidade nova” idealizada para a exposição do Mundo Português propunha que a ruralidade desse lugar ao urbano e assim se edificassem, num território à beira rio, moradias para uma classe social sem dificuldades financeiras, com a morte de Duarte Pacheco, o plano inicial do Restelo sofreu imediatamente as primeiras alterações com desenvolvimento do estudo do projecto do aglomerado de casas económicas da encosta da Ajuda (1947-1952), destinadas a funcionários do Estado e suas famílias. Com a expansão da malha urbana para norte e dada a carência habitacional que se fazia sentir na capital entre os anos 50 e 70, a prevista habitação unifamiliar vai sendo substituída por multifamiliar. Construções em bloco segundo tipos e modelos inspirados em Le Corbusier e edifícios-torre vieram alterar, em poucos anos, a imagem da encosta tardoz ao mosteiro dos Jerónimos. Entre as moradias edificadas a sul, os blocos a nascente e as torres a norte, o plano de pormenor da zona do Restelo (1970) pretendeu fazer a passagem, atenuando a presença das grandes construções na encosta e propondo uma alternativa urbana, mas as sucessivas alterações e a cessação dos trabalhos com a equipa projectista levaram apenas ao seu cumprimento parcial ao qual sucederam-se ainda outras propostas parcialmente construídas, afinal num processo de sobreposição de decisões ao longo de muitas décadas.
Descrição: Tese apresentada para o cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Doutor em História da Arte Contemporânea
URI: http://hdl.handle.net/10362/10823
Aparece nas colecções:FCSH: DHA - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Bairro(s) do Restelo - Volume I.pdf35,52 MBAdobe PDFVer/Abrir
Bairro(s) do Restelo - Volume II.pdf15,11 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.