Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/8247
Título: Conceitos de representação. A intriga ética : impossibilidade de representação no pensamento filosófico de Emmanuel Lévinas
Autor: Marcos, Maria Lucília
Data: 1997
Editora: Colibri
Resumo: Num livro dedicado a Paul Ricoeur, Richard Kearney procura elaborar uma concepção de criatividade não reduzida à imaginação, mas que se desenvolve em todos os nossos actos intencionais (percebentes, significantes, práticos). Esse conceito de criatividade compreensiva (estética e prática) é, por ele, designada figuração e deve ultrapassar os dualismos tradicionais do ser e do não-ser , da presença e da ausência, do real e do imaginário , visando uma hermenêutica do possível. Essa hermenêutica teria duas modalidades: ontológica ("o possível como desvelarnento do horizonte finito do nosso mundo vivido - do que é") e escato lógica (trabalhando o "horizonte transcendente do mundo futuro" - do que deve ser). Segundo a metafísica anta-teológica, o que existe verdadeiramente é presença e a criatividade humana concebida como imaginação só pode imitar o que já existe. O que parece criação de novo é, afinal , imagem do que já existe. Daí os simulacros reenviarem a um original.
URI: http://hdl.handle.net/10362/8247
ISSN: 0871-2778
Aparece nas colecções:Revista da FCSH - 1997

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RFCSH10_363_370.pdf3,77 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.