Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/7545
Título: Pegada carbónica associada ao transporte de passageiros no comboio da Fertagus
Autor: Teixeira, Catarina Isabel Leote
Orientador: Ferreira, Francisco
Palavras-chave: Políticas de transportes
Políticas de mobilidade urbana sustentável
Emissões de Dióxido de Carbono
Data de Defesa: 2012
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: Sendo a mobilidade urbana sustentável uma realidade complexa e diversificada, e o setor dos transportes o que apresentou maiores índices de crescimento das emissões de dióxido de carbono (CO2) na última década, torna-se necessário avaliar o impacte da introdução da ferrovia nalguns troços onde a procura tem sido cada vez mais elevada. A elaboração da presente dissertação tem como principal objetivo estudar a mobilidade e quantificar as emissões de dióxido de carbono associadas às deslocações envolvendo os utentes do comboio da Fertagus que une Lisboa à margem sul do Tejo. Assim, procedeu-se à realização de um inquérito individual aos utentes do comboio da Fertagus de maneira a estudar o modo de deslocação das pessoas desde casa até ao destino (trabalho ou outro) durante a hora de ponta da manhã. Após aplicação do inquérito e com base nos resultados apurados, foi quantificada a pegada carbónica correspondente ao conjunto de inquiridos, num cenário designado como situação real ou trajeto real. Tendo como base o mesmo período horário e as mesmas origens/destino dos inquiridos, contabilizaram-se as emissões de CO2 associadas a um cenário de deslocação exclusiva em automóvel. Na presença dos resultados relativos a estes dois cenários, procedeu-se a uma comparação das emissões de CO2 que permitiu avaliar as diferenças obtidas por passageiro, possibilitando a discriminação dos perfis para os dois tipos de trajetos. De facto, e como seria de esperar, o recurso exclusivo ao transporte individual para realizar o conjunto das deslocações casa-destino-casa, equivaleria a uma produção de emissões médias de CO2 cerca de 5 vezes superior às que se atingem na situação real estudada. Globalmente, conclui-se que o uso dos transportes públicos por parte da população, e neste caso específico, a utilização do comboio da Fertagus, contribui para uma redução significativa das emissões carbónicas, contribuindo também para uma mobilidade mais sustentável.
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil de Gestão e Sistemas Ambientais
URI: http://hdl.handle.net/10362/7545
Aparece nas colecções:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Teixeira_2012.pdf1,75 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.