Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/59927
Título: Sistemas passivos na construção em Portugal: Análise de um caso de estudo
Autor: Sousa, Vasco Filipe Carvalho Leão de
Orientador: Vera-Cruz, Rui
Palavras-chave: sistemas solares passivos
arrefecimento
aquecimento
vãos envidraçados
análise térmica
radiação solar
Data de Defesa: Nov-2018
Resumo: O constante aumento de consumo energético nos edifícios devido ao aquecimento e arrefecimento do ambiente interior, levou ao desenvolvimento e adoção de soluções que promove a eficiência energética e a sustentabilidade dos edifícios. Os sistemas passivos demonstraram ser uma solução viável para promover o conforto térmico do interior dos edifícios, através da absorção da radiação solar para o aquecimento e de técnicas de arrefecimento, evitando assim o uso de aparelhos de climatização ou de sistemas ativos. Depois de uma revisão bibliográfica, passou-se ao estudo de um caso que se divide na análise térmica de três projetos de modo a verificar se a aplicação de sistemas passivos ajuda na redução do consumo energético dos edifícios. Usou-se uma folha de cálculo de Excel programada para o estudo térmico de edifícios. O primeiro projeto estudado foi o caso de uma moradia antiga, onde se verificou que nenhum dos valores das necessidades energéticas estavam em conformidade com os valores de referência dos regulamentos atuais. De seguida analisou-se um projeto passivo, onde se incorporaram algumas soluções passivas que ajudaram a reduzir os consumos energéticos, demonstrando que estavam de acordo com os valores de referência. No entanto, à data do projeto ainda não estavam em vigor os decretos atuais e, por sua vez, haviam determinados fatores que não cumpriam os requisitos máximos, como o valor do U das paredes da instalação sanitária e o fator solar global de um envidraçado na mesma divisão. Com isso em mente, desenvolveu-se um terceiro projeto idêntico ao anterior, onde apenas se corrigiram estas inconformidades com os regulamentos atuais. Apresentam-se os valores das necessidades energéticas de aquecimento e arrefecimento dos três projetos, comparando-os entre si e justificando a razão dos mesmos. Com o estudo, fica evidente que a aplicação de sistemas passivos na construção contribui para a melhoria do desempenho energético de edifícios, com a consequente poupança energética dos mesmos, resultando numa maior sustentabilidade.
URI: http://hdl.handle.net/10362/59927
Designação: Mestre em Engenharia Civil – Perfil de Construção
Aparece nas colecções:FCT: DEC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Sousa_2018.pdf5,74 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.