Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/4284
Título: Normalização poder e saber : a genealogia dos nossos dias
Autor: Marques, António
Data: 1980
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: Quando os historiadores das ciências ou das idéias nos propõem, nas suas interpretações, mudanças mais ou menos súbitas dos parâmetros epístemológícos, novas orientações no modo de dispor de determinados métodos, ou, quando do ponto de vista dum espírito científico, mais novo e racional, nos é apresentada a série de ingenuídades e de obstáculos epístemológícos, sugerem-nos desse modo, simultaneamente, uma história da razão e do sujeito da ciência. Forçosamente, tal história possuirá uma natureza cumulativa, centralizadora e incluirá supostos filosóficos e ideológicos de vária ordem, com traços particulares. Geralmente trata-se de uma história teleolôgica, desenvolvendo-se segundo uma determinada lógica e realizando uma finalidade. Foi com Hegel que toda a tradição racionalista ocidental, assumiu plenamente esse modelo de devir, ao qual, sem dúvida, o homem da ciência ocidental vai buscar a sua imagem.
Descrição: Revista da FCSH, N.1, 1980, pp. 245-258
URI: http://hdl.handle.net/10362/4284
ISSN: 0871-2778
Aparece nas colecções:Revista da FCSH - 1980

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RFCSH1_245_258.pdf12,15 MBAdobe PDFVer/Abrir
RFCSH1_245_258.pdf12,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.