Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/30533
Título: 1970-O ano Vieira da Silva em Portugal. A grande exposição retrospectiva na Fundação Calouste Gulbenkian
Autor: Cambim, Francisco José Montalto
Palavras-chave: Vieira da Silva
Portugal
Fundação Calouste Gulbenkian
Exposição Retrospetiva
Retrospective exhibition
Calouste Gulbenkian Foundation
Data de Defesa: 18-Dez-2017
Resumo: Esta dissertação tem como objeto de estudo a Grande Exposição Retrospetiva da pintora Maria Helena Vieira da Silva, realizada em 1970 nas Galerias de Exposições Temporárias da Fundação Calouste Gulbenkian. Esta exposição surgiu num momento em que a artista já gozava de grande reconhecimento internacional e foi organizada na sequência da realização de uma exposição retrospetiva itinerante, que teve o seu início no Musée Nationale d’Art Moderne de Paris, passando posteriormente pelas cidades de Roterdão, Oslo e Basileia. Realizada ainda durante o Estado Novo, e sabendo-se da conhecida posição de não apoio da artista ao regime português, a exposição beneficiou claramente do entusiástico apoio da Fundação Calouste Gulbenkian. Esta exposição foi verdadeiramente a primeira grande mostra da obra de Vieira da Silva em Portugal, mas também a maior exposição individual da obra da artista realizada até esse momento. Além desta retrospetiva, que obteve uma receção entusiástica do grande público e da crítica de arte, quer especializada quer generalista, em Portugal, realizaram-se em simultâneo ou imediatamente após, outras pequenas exposições de Vieira da Silva, nomeadamente na Galeria de S. Mamede e na Galeria 111. Estes elementos levam-nos a afirmar que 1970 terá sido o “ano de Vieira da Silva em Portugal”, aquele em que a obra desta artista obteve finalmente o merecido reconhecimento no seu país natal. Visando a análise e estudo desta primeira grande exposição retrospetiva, será efetuada uma contextualização do percurso da artista antes da sua realização – com destaque para a receção da sua obra em Portugal antes de 1970 - e serão estudados, de forma detalhada, diversos aspetos da exposição organizada pela Fundação Calouste Gulbenkian em 1970 e eventos a ela associados, bem como a respetiva receção crítica em Portugal.
This dissertation focuses on the major retrospective exhibition of painter Maria Helena Vieira da Silva that took place in 1970, in the Temporary Exhibition Galleries of the Calouste Gulbenkian Foundation, in Lisbon. This exhibition occurred in a moment when the work of the artist had already a substantial international recognition and was organized as being part of an european series of exhibitions that started in Paris, at the Musée Nationale d’Art Moderne, and was followed by exhibitions in Rotterdam (The Netherlands), Oslo (Norway) and Basle (Switzerland). The exhibition took place during the period know in Portugal as “Estado Novo”, a period normally associated with low openness in several areas, among them culture. It was public knowledge that Vieira da Silva was not a supporter of the political situation in Portugal, however, this exhibition had a very strong support, since the beginning, from the Calouste Gulbenkian Foundation. This event was trully the very first large exhibition of the work of Vieira da Silva in Portugal, but at the same time the largest single exhibition of the artist ever made. Besides from this large exhibition, that obtained an enthusiastic reception from the general public and the specialized and generalist art critic in Portugal, several other small exhibitions took place simultaneasly or immediately after, such as the exhibitions at Galeria S. Mamede and Galeria 111, which indicates that 1970 was the year when finally the work of Vieira da Silva obtained the deserved recognition on its home country. Aiming at the analysis and study of this first retrospective exhibition, a contextualisation of the artist career prior to this exhibition will be carried out - in particular the art crtitic reception of her work in Portugal before 1970 - and a detailed study of various aspects of the exhibition organized by the Calouste Gulbenkian Foundation in 1970 and events associated with it, as well as its generalist and art critic reception in Portugal.
URI: http://hdl.handle.net/10362/30533
Designação: História da Arte
Aparece nas colecções:FCSH: DHA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Francisco Cambim_Volume I_rev..pdf26,77 MBAdobe PDFVer/Abrir
Tese Francisco Cambim_Volume II (Anexos)_rev.pdf441,36 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.