Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/2054
Título: Reciclagem de placas de circuitos electrónicos
Autor: Bernardes, Inês Pais Tenreiro Pereira
Orientador: Cunha, Maria Lucelinda
Lima, M.M.R.A.
Palavras-chave: Reciclagem mecânica
Placas de circuitos electrónicos
Aeroseparação
Separação de meios densos
Separação magnética
Data de Defesa: 2009
Editora: FCT - UNL
Resumo: Segundo muitos autores, o crescimento exponencial do consumo e produção de Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (REEE) está a acontecer de ano para ano, tornando-se necessário o estudo de processos de reciclagem para evitar o desperdício de matérias-primas e/ou de recursos naturais não renováveis. Embora existam diversas categorias de REEE, as placas de circuitos electrónicos (PCE) estão presentes em quase todas elas, pelo que este trabalho centra-se no estudo da reciclagem mecânica de PCE utilizando diversas operações e técnicas. A reciclagem mecânica de PCE foi estudada por intermédio de diferentes operações, com a seguinte sequência: cominuição, amostragem, classificação granulométrica, aeroseparação, separação magnética, separação de meios densos e caracterização por fluorescência de raios-X (FRX) e difracção de raios-X (DRX). As PCE começaram por ser fragmentadas até granulometrias de: 4mm, 1,7mm e 0,5mm. Após foi efectuada a amostragem por enquartação e divisor de Jones e a classificação granulométrica por peneiração. Depois passou-se ao estudo da aeroseparação com a realização de 3 PFE 23, um para cada granulometria, onde os factores independentes são: massa do sólido (g), tempo de aeroseparação (min) e pressão de ar (psi), a que se seguiu a separação com barra magnética. A separação por meios densos foi realizada usando água como meio separador e novas amostras representativas. A caracterização dos produtos permitiu a identificação das várias espécies, a avaliação quantitativa das diversas operações e a obtenção de modelos matemáticos simplificados para as granulometrias de <1,7 e <0,5mm. Os resultados obtidos permitiram ainda concluir que a cominuição em moinho de martelos com crivos de 1,7mm possibilita a separação magnética do ferro relativamente ao restante material, nomeadamente cobre e bromo.
Descrição: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para a obtenção do grau de Mestre em Engenharia de Materiais
URI: http://hdl.handle.net/10362/2054
Aparece nas colecções:FCT: DCM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Bernardes_2009.pdf2,83 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.