Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/19780
Título: História de um certo tipo - um retrato da prática tipográfica
Autor: Cortegaça, David Matias
Orientador: Costa, Catarina Alves
Palavras-chave: História
Tipografia
History
Typography
Data de Defesa: 29-Jul-2016
Resumo: Há quatro anos conheci um homem chamado Eduardo Palaio. Conversei com ele durante largos minutos no seu recém-­‐inaugurado Espaço Memória -­‐ Tipografia Popular (Seixal), um museu municipal dedicado à prática tipográfica e arquitetado, justamente, a partir do atelier de tipografia – Tipografia Popular A. Palaio – onde, de 1955 a 2006, a sua família exerceu o ofício. Logo aí, nesse dia, depois de ouvir as palavras cultas e emocionadas de Eduardo sobre a história da tipografia, a história da sua família de tipógrafos e a sua própria história, senti que aquele mundo fascinante e aquele homem fascinado deveriam ser retratados nalgum tipo de trabalho. Durante algum tempo – mais afincadamente nos dois últimos anos – fui refletindo sobre muitas e interessantes possibilidades de poder trabalhar o tema. A dificuldade maior que encontrei foi, precisamente, a de querer abranger todas elas. Considerando, desde logo e por si só, intocável a figura de Eduardo Palaio, outros aspectos me chamaram a atenção, e todos eles – apesar de terem que ver com o mesmo – me apontavam para questões e posicionamentos diferentes. Dentro dessa riqueza, sem saber exatamente o que privilegiar, fui-­‐me fazendo sempre uma pergunta – o que quero dizer com este trabalho? A importância da repetição desta pergunta foi, para mim, fulcral no arranque deste projeto, na medida em que me permitiu refletir sobre as potencialidades e fragilidades do meu objeto e, simultaneamente, sobre a posição que queria assumir enquanto investigador, autor e pessoa responsável por uma obra cuja matéria prima é, indelevelmente, a vida de uma pessoa. Neste seguimento, tentei fazer o enfoque naquilo que para mim era mais genuíno, rico, claro, emocionante e agregador e percebi que este meu trabalho de projeto teria que obrigatoriamente ser sobre a própria vida de Eduardo Palaio, contada na primeira pessoa, à frente de um pano de fundo que é a oficina onde ele e a sua família, durante muitos anos, trabalharam, e com recurso a histórias e a práticas que ele próprio ainda transporta e exerce (com recurso à ferramenta conceptual das histórias de vida). Na verdade, a razão pela qual me interessei por este tema foi justamente a forma apaixonada e profundamente conhecedora como Eduardo falou naquele dia sobre a história e a influência dos tipos impressos, no mundo e na sua vida.
URI: http://hdl.handle.net/10362/19780
Designação: Antropologia
Aparece nas colecções:FCSH: DA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RELATÓRIO_MESTRADO.pdf1,37 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.