Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/16303
Título: Implementação da Equipa de Emergência Médica Intra-hospitalar nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde : análise de custo-efetividade perante a incidência da paragem cárdio-respiratória intra-hospitalar
Autor: Silva, Pedro Nuno Monteiro Vieira da
Orientador: Fernandes, Adalberto Campos
Palavras-chave: Paragem Cárdio-respiratória (PCR)
Equipa de Emergência Médica Intrahospitalar (EEMI)
Ressuscitação Cárdiopulmonar (RCP)
Custo-efetividade
Grupo Diagnóstico Homogéneo (GDH)
Benchmarking
In-hospital Cardiac Arrest (CA)
Resuscitation Team (RT)
Cardiopulmonary Resuscitation (CPR)
Cost-effectiveness
Diagnosis-Related Group (DRG
Benchmarking
Data de Defesa: 2015
Resumo: RESUMO - Introdução: No âmbito das emergências intra-hospitalares investigou-se a hipótese da presença da Equipa Emergência Médica Intra-hospitalar (EEMI) (DGS, 2010) num Centro Hospitalar (CH), contribuir para a redução do número de mortos por Paragem Cárdiorespiratória (PCR) intra-hospitalar, quando comparado com outro CH dotado de uma equipa tradicional de resposta à PCR. Metodologia: Tratou-se de um estudo observacional, retrospetivo (2010 a 2014), com base nos dados do Grupo de Diagnóstico Homogéneo (GDH), analisado numa perspetiva de custo-efetividade no impacto sobre incidência de PCR e taxa de mortalidade. Resultados: Observou-se que o CH com EEMI apresentou uma Redução Risco Absoluto (RRA) de 9,01% de morte por PCR. A taxa de mortalidade calculada foi de 2,82 casos por 1000 episódios de internamento em que a incidência de PCR foi de 28,24 casos por cada 10 000 habitantes, duas vezes menor que CH em comparação. Quando introduzidas manobras de Ressuscitação Cárdiopulmonar (RCP), o mesmo CH teve um maior número de PCR revertidas, com uma taxa de mortalidade 2 vezes menor que o CH sem EEMI. Conclusão: Resultados demonstraram que os dois CH apresentaram riscos diferentes, em que a probabilidade do doente hospitalizado de morrer após ocorrência de PCR foi menor no grupo exposto à EEMI, com OR = 0,496 [IC 95% (0,372 a 0,662)] para dados populacionais (p = 0,0013), e OR = 0,618 [IC 95% (0,298 a 1,281)] para dados individuais, (p = 0,194). Face a melhores resultados em Saúde, considerou-se a implementação da EEMI, uma medida custo-efetiva, uma vez que o principal requisito traduz-se por reorganização das equipas tradicionais para uma vertente de prevenção da PCR.
ABSTRACT - Introduction: In the context of intra-hospital emergencies, the hypothesis of Resuscitation Team (RT) presence (DGS, 2010) in a hospital center (HC) was investigated to contribute to the reduction of the numbers of death by intra-hospital cardiac arrests, when compared with other HC with traditional team’s responses to the cardiac arrest (CA). Methods: This was an observational study, retrospective (2010 to 2014), based on Diagnosis-Related Group (DRG) data, analysed in a prospective cost-effectiveness analyses (CEA) of the impact on the prevalence of cardiac arrest and mortality rate. Results: It was observed that the HC with RT, showed a Absolute Risk Reduction (ARR) of 9,01% of death by CA. The mortality rate calculated was 2,82 cases per 1000 episodes of hospitalization with a incidence of CA of 28,24 cases per 10 000 inhabitants, twice smaller then HC in comparison. When introduced cardiopulmonary resuscitation manoeuvres, the same HC had a higher number of reversed CA, with a mortality rate two times smaller than the HC, without RT. Conclusion: Results demonstrated that both HC showed different risks, where the hospitalized patient has less probability of death in the group exposed to RT, with OR = 0,496 [95% CI (0,372 a 0,662)] DRG Group data (p = 0,0013), and OR = 0,618 [95% CI (0,298 a 1,281)] for individual DRG data (p = 0,194). For better health results, the implementation of RT was considered; a cost-effective measure, since the main requirement is better reflected in the reorganization of traditional teams for preventive aspects of CA.
URI: http://hdl.handle.net/10362/16303
Designação: Curso de Mestrado em Gestão da Saúde
Aparece nas colecções:ENSP: GOSS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RUN - Dissertação de Mestrado - Pedro Vieira da Silva.pdf8,98 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.