Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/14705
Título: Desperdício de medicamentos em ambiente hospitalar : identificação dos pontos críticos no circuito, impacto no consumo de recursos e estratégias de controlo
Autor: Baptista, Catarina Duarte Galhardo
Orientador: Magalhães, Teresa
Chaves, Isabel
Palavras-chave: Desperdício
Eficiência
Medicamento
Sistema de dispensa de medicamentos
Melhoria de processos
Citotóxicos e Imunomoduladores
Waste
Efficiency
Medicine/Drug
Drug delivery system
Processes improvement
Cytotoxic and immunomodulators
Data: 2014
Resumo: RESUMO - Numa época de constrangimento orçamental, os hospitais do SNS vêm-se na obrigação de melhorar a eficiência de utilização dos recursos disponíveis, por forma a contribuir para o seu equilíbrio financeiro. Cabe a cada prestador analisar a sua posição, avaliar as suas oportunidades e adoptar estratégias que a curto, médio ou longo prazo se traduzam numa efetiva melhoria na eficiência. A análise e o controlo do desperdício associado à prestação de cuidados de saúde apresentam-se, globalmente, como uma dessas oportunidades. Neste trabalho são exploradas oportunidades de redução de desperdício em medicamentos, numa perspectiva meramente operacional, a nível das funções desempenhadas pelos Serviços Farmacêuticos (SF). No hospital em estudo acompanhou-se as diferentes linhas de produção dos SF, nomeadamente as tarefas envolvidas no processo de Distribuição Individual Diária em Dose Unitária, na distribuição de medicamentos para o Serviço de Urgências (SU) e na preparação de citotóxicos e imunomoduladores para o Hospital de Dia de Oncologia. Durante o ano de 2013, os SF devolveram aos fornecedores 0,07% e abateram 0,05% da despesa em medicamentos. A análise dos erros de medicação registados reflete o tipo de distribuição adotado para a maioria dos serviços de internamento do hospital. As melhorias encontradas a este nível passam pelo reforço de recursos humanos a desempenhar as tarefas de dispensa de medicamentos mas também pela implementação de uma cultura de registo de erros e acidentes, baseada no sistema de informação, para que se consiga quantificar o desperdício associado e agir com vista à optimização do circuito. A relação entre o método de distribuição adotado para o SU e a utilização do medicamento neste serviço foi apenas investigada para os medicamentos de registo individual de administração. Foi determinado um índice de eficiência de utilização de 67,7%, entre o dispensado e o administrado. Às discrepâncias encontradas está associado um custo de 32 229,6 € para o ano de 2013. Constatou-se também que, a nível do consumo de citotóxicos e imunomoduladores houve, durante o mês de abril de 2013, um índice de desperdício médio de 14,7%, entre o prescrito e o consumido, que se traduziu num custo do desperdício mensal de 13 070,9 €. Com base no desperdício mensal estimou-se que o desperdício anual associado à manipulação de citotóxicos e imunomoduladores deverá corresponder a 5,5% da despesa anual do serviço com estes medicamentos. Não obstante as limitações encontradas durantes o trabalho, e parte do desperdício apurado ser inevitável, demonstrou-se que o desperdício em medicamentos pode traduzir-se numa fatia não negligenciável mas controlável da despesa do hospital em estudo. No seguimento do seu conhecimento, a sua contenção pode ter um impacto na redução de despesa a curto-médio prazo, sem a necessidade de racionamento da utilização de medicamentos e sem alterar os padrões de qualidade assistencial exigidos pela tutela e pelos doentes. Por último, são apresentadas recomendações para a redução do desperdício em medicamentos, adequadas a cada uma das dimensões analisadas.
ABSTRACT - In a time of budget constraints National Health Service (SNS) hospitals are required to improve their resource utilization efficiency in order to maintain financial equilibrium. Each healthcare provider should revaluate its position, analyse the opportunities, and adopt short, medium and long-time strategies to effectively enhance efficiency. Health care-related waste analysis and control appears as one of such opportunities. In this work the reduction of medicines waste is explored, from an operational perspective, as such an opportunity driven by the Hospital Pharmacy Services (HPS). Several lines of work were accompanied in the studied hospital’s Pharmacy Services, namely the processes of Individual Unit Dose Drug-dispensing System, the drug distribution system to the Emergency Department (ER), and the preparation of cytotoxic and immunomodulator drugs for the Oncology Day Hospital. During 2013, 0.07% and 0.05% of the HPS drug expenses were returned to the suppliers and destroyed, respectively. The analysis of the registered medication errors reflected the system adopted for drug distribution to the majority of the hospital’s inpatient services. Performance improvement at this level requires human resource reinforcement, namely at the drug dispensing task, but also establishment of an error/accident recording culture, supported by an information system, so that associated medicines waste is quantified and actions can be taken in order to optimise the circuit. The relationship between the drug distribution system implemented at the ER and the drug utilization by this service was only investigated for the medicines with an individual administration record. An efficiency index of 67.7% between the drugs dispensed and the drugs administered was determined. These discrepancies translate to a 32 229.6 € cost in 2013. We also found that the average waste index associated to the cytotoxic and immunomodulator drugs consumption, during April of 2013, was 14.7%. The difference between prescribed and consumed drug quantities related to a mensal waste cost of 13 070.9 €. Based on the mensal waste cost we estimated an annual waste cost of approximately 5.5% of the annual cytotoxic and immunomodulator PS’s drug consumption. Despite the limitations encountered during this investigation and considering that part of the analysed waste is inevitable, this work still demonstrates that drug waste is a non-negligible but manageable part of the hospital expenditure. Following its knowledge, waste containment can, on a short to medium-term, impact on expenditure reduction without the need of drug use rationing and without altering the quality standards required by the government and patients. Finally, a few recommendations for drug waste reduction are presented for each analysed dimension.
URI: http://hdl.handle.net/10362/14705
Designação: Curso de Especialização em Administração Hospitalar
Aparece nas colecções:ENSP - Trabalhos Finais de Especialização em Administração Hospitalar

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RUN - Trabalho Final CEAH - Catarina Baptista.pdf1,85 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.