Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/14030
Título: Concepções do viajante e adesão à quimioprofilaxia da Malária - estudo em consulta do Instituto de Higiene e Medicina Tropical
Autor: TAVARES, Isabel Fisher Farinha
Orientador: TEODÒSIO, Rosa
Palavras-chave: Saúde tropical
Doenças tropicais
Prevenção da malária
Malária
Medicina das viagens
Controlo e prevenção
Consulta
Dissertação para a obtenção do grau de Mestre em Saúde Tropical
Data de Defesa: 2011
Resumo: A não adesão à quimioprofilaxia da malária tem sido documentada como uma das principais causas que contribuem para os casos de malária. A consulta do viajante é um processo de avaliação do risco da viagem que fornece um conjunto de indicações de saúde ao viajante de acordo com risco local e necessidades pessoais. Neste trabalho pretendeu-se avaliar as concepções do viajante e a sua adesão à quimioprofilaxia da malária num grupo de viajantes que recorreram a consulta do viajante no IHMT, através de um questionário pré e pós-viagem. Num total de 96 (37,9%) de viajantes que não aderiram à quimioprofilaxia, 73 (76%) reduziram o tempo de toma, 18 (18,8%) não tomaram nenhuma medicação. A não adesão foi maior ao longo e após o regresso da viagem a qual teve como principal destino Angola. Verificou-se que a maior causa de não adesão à quimioprofilaxia foi escolha deliberada por receio dos efeitos secundários (60,9%). Os viajantes alteram muito a sua concepção de risco subestimando o mesmo após o seu regresso. De acordo com a estatística da malária importada, em Portugal esta encontra-se em sentido crescente pelo que seria importante acompanhar clinicamente os viajantes que não aderiram à quimioprofilaxia e relevar procedimentos que salvaguardassem atitudes do viajante face aos efeitos secundários da medicação.
No compliance to malaria chemoprophylaxis has been studied as one of the major causes of malaria. A pre-travel consultation can evaluate the travel risk and give heath advice based on local risk and personal needs. In this investigation we want to study the travelers’ conceptions hold about malaria and their adhesion to malaria chemoprophylaxis by a pre-travel and pos-travel form, through pre-travel consultation in IHMT. In total 96 (37,9%) users were noncompliant with chemoprophylaxis and of those, 73 (76%) reduced the duration of antimalarial medication, 18(18,8%) did not take any dose. The no adhesion of travelers to prophylactic antimalarials, which major destination was Angola, was most large along and in post-travel periods. Deliberate omission due to side effects was the main cause of noncompliance (60,9%). The travelers underestimate the travel risk after return to home. According to the statistics, imported malaria is increasing in Portugal; consequently it could be important to follow up clinically who did not adhere to chemoprophylaxis and develop guidelines that protect his behavior concerning the adverse effects.
URI: http://hdl.handle.net/10362/14030
Designação: Dissertação para a obtenção do grau de Mestre em Saúde Tropical
Aparece nas colecções:IHMT: CT - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese_Isabel_Tavares.pdfDissertação de Mestrado1,33 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.