Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/14001
Título: Estudo da prevalência da malária na mulher grávida submetida ao tratamento intermitente e preventivo com sulfadoxina e pirimetamina e sua associação com anemia
Autor: MIGUEL, Elisa
Orientador: TAVIRA, Luís Távora
SILVA, Marcelo
Palavras-chave: Saúde tropical
Doenças tropicais
Malária
Gravidez
Terapêutica
Sulfadoxina
Pirimetamina
Anemia
Data de Defesa: 2011
Resumo: A malária é causada por parasitas de género Plasmodium e transmitida por mosquitos fêmea do género Anopheles. A doença é endémica em regiões tropicais e intertropicais e constituí uma das maiores causas de morbilidade e mortalidade principalmente no continente Africano. Segundo os dados da OMS ocorrem anualmente 300 a 500 milhões de casos clínicos e um milhão de mortes. Durante a gravidez, a malária é frequente e mais grave, com maior incidência nos países da África subsaariana. As mulheres grávidas têm maior risco de contrair a doença e muitas vezes em formas mais graves com associação à anemia. O objectivo deste estudo foi caracterizar a ocorrência dos casos de malária em mulheres grávidas submetidas ao tratamento intermitente preventivo (TIP) com a Sulfadoxina/ Pirimetamina (SP) nas Províncias de Benguela e Huíla. Neste estudo constatamos que todas as grávidas que participaram tinham tido episódios de malária antes da gravidez quer na província de Benguela tal como na província da Huíla. No total, 633 mulheres grávidas foram analisadas e apresentavam um valor de hemoglobina abaixo dos 14g/dl. A prevalência de malária em grávidas sujeitas a TIP foi significativamente menor (p< 0.01) do que nas grávidas que não a fizeram, respectivamente 4,5% e 10,0%, conforme esperado e descrito anteriormente por outros autores. Todos os casos de malária detectados corresponderam a Plasmodium falciparum, não se tendo verificado nenhuma infecção mista, de acordo com os métodos utilizados. O valor médio da hemoglobina nas grávidas foi inferior ao esperado em grávidas seguidas em consulta pré-natal, e existe uma diferença significativa entre os valores encontrados na Província de Benguela e da Huíla (significativamente mais elevados nesta última). O teste rápido Paracheck-pf detectou a presença de Plasmodium falciparum em maior número do que a microscopia óptica. Por constrangimentos logísticos, o número de amostras submetidas a teste molecular (PCR) não foi suficiente para se tirarem conclusões.
Malaria is a disease transmitted caused by the parasite Plasmodium which is transmitted to the host by the bite of a female Anopheles mosquito. Malaria remains the major cause of morbidity and mortality especially in Africa and it affects mainly children under five and pregnant women. During pregnancy women are more susceptible to malaria and often get the most severe form of malaria which is accompanied by anemia. The aim of this study was to assess the success of the preventive intermittent treatment with Sulphadoxine/Pyrimethamine in pregnant women and also assess the degree of anemia associated with this treatment in the regions of Benguela and Huila situated in the Republic of Angola. The results of this study have shown in a total of 633 women that participated in this study, almost all of them had experienced episodes of malaria before the pregnancy and the levels of hemoglobin at the time this study was carried out was below 14g/dl. Malaria prevalence in pregnant women subjected to TIP was significantly lower than in women not on TIP, respectively 4,5% and 10%. All the detected malaria cases corresponded to P. falciparum. Mixed or other species infections were not detected. The mean hemoglobin value was lower than expected, for consultation-followed women, and these levels were significantly higher in Huila Province, when compared to Benguela. The rapid diagnostic tests detected Plasmodium falciparum in greater number, when compared to microscopy. Due to logistics constraints the number of PCR analyzed samples does not allow us to draw any conclusions.
URI: http://hdl.handle.net/10362/14001
Designação: Tese de Mestrado em Saúde Tropical
Aparece nas colecções:IHMT: CT - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Elisa Miguel Versão 4.pdfDissertação de Mestrado766,79 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.