Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/11507
Título: Lisboa romântica : urbanismo e arquitectura, 1777-1874
Autor: Silva, Raquel Henriques da
Palavras-chave: Urbanismo
Arquitectura
Lisboa (Portugal)
Data de Defesa: 1997
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: As datas escolhidas, para balizar esta dissertação sobre um século de urbanismo e arquitectura em Lisboa, citam duas rupturas fundamentais: a primeira. o afastamento do Marquês de Pombal, no ano da ascensão ao trono da senhora D. Maria I, a segunda, a nomeação de Frederico Ressano Garcia, como engenheiro-chefe da Repartição Técnica da Câmara Municipal. Estes dois homens tiveram poderes muito diferenciados: um governou o País durante mais de vinte anos com mão de ferro, o outro, embora tenha sido ministro do Partido Progressista, foi sobretudo um técnico cuja acção política, em termos nacionais, não teve especial relevância. Mas em relação ao meu objecto de trabalho, o Marquês de Pombal e Ressano Garcia tiveram em comum a paixão, a capacidade de mando, a clara ideia de fundarem a Lisboa moderna. Depois deles, emergeria, já próximo do nosso tempo, a figura, incontornável também, de Duarte Pacheco, dinamizador de um terceiro ciclo desenvolvimentista que, nos seus referentes urbanísticos, se situa em continuidade orgânica com as opções setecentistas de Manuel da Maia para a Baixa e com o projecto, empiricamente haussmanniano, de Ressano Garcia para as Avenidas Novas. A cidade que habitamos é, em grande parte, resultante destes três períodos, intensos e esclarecidos, tanto em relação aos valores positivos do efectivamente feito, como em relação às falhas não preenchidas que só no domínio da utopia chegaram a ser abordadas.
Descrição: Dissertação para obtenção do grau de Doutor em Historia da Arte
URI: http://hdl.handle.net/10362/11507
Aparece nas colecções:FCSH: DHA - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1657_1.pdf204,47 MBAdobe PDFVer/Abrir
1657_2.pdf166,63 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.