Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/8324
Título: Participação política e os comentários dos leitores no jornalismo online português. Significado e importância política dos comentários dos leitores nos websites dos sete jornais generalistas portugueses e as estratégias para a sua gestão.
Autor: Tadeu, Joana Rabaça Guerra Bastos
Palavras-chave: Comentários
Democracia Deliberativa
Internet
Jornalismo
Moderação
Participação Política
Público
Regulação
Data de Defesa: Abr-2012
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: O declínio da participação política nas sociedades ocidentais modernas a par da possibilidade de uma comunicação interactiva e descentralizada na Internet é tema recorrente de discussão académica. Tendo como referência o modelo da democracia deliberativa, esta dissertação explora a possibilidade da Internet ganhar crescente importância política, comparando um exemplo de prática deliberativa - os comentários dos leitores nos websites dos jornais online - com um modelo normativo da esfera pública desenvolvido a partir do trabalho de Jürgen Habermas. Aceitando a possibilidade da Internet criar espaços para discursos racionais e autónomos do poder político e do poder económico, discute-se a possibilidade de esta expandir a esfera pública para o quase-infinito. Pretende-se definir as condições de possibilidade de um aumento da participação democrática através das capacidades interactivas dos websites da imprensa online. Este estudo apresenta uma descrição exaustiva do espaço de comentários dos leitores nos jornais online portugueses e uma caracterização dos seus principais aspectos fundadores e limitações consequentes, explorando a questão da instantaneidade, do anonimato e da interactividade. Através de uma amostra de 1274 comentários a duas notícias de sete jornais, desenha-se um retrato do discurso do leitor comentador, pondo à prova a sua qualidade democrática. Explora-se ainda, com recurso a entrevistas a jornalistas editores e dirigentes políticos, o poder de influência que os comentários podem ter sobre os jornalistas e os jornais (em termos jornalísticos, éticos e económicos) e a possibilidade de elites de poder e grupos de pressão ocuparem e controlarem o espaço de comentários. Como principal problemática desta forma de comunicação escolheu-se a moderação (a par da sua regulação). Esta investigação expõe as técnicas de moderação e as regras de utilização dos espaços estudados, bem como as dos principais jornais internacionais de referência, concluindo que nenhuma das formas existentes consegue cumprir, simultaneamente, a condição de discurso livre e a condição de qualidade crítico-racional dos contributos. Através de uma análise da legislação aplicável ao jornalismo online e da recolha de deliberações e pareceres da Entidade Reguladora da Comunicação Social, fez-se um levantamento das questões deontológicas que devem reger a moderação do espaço de comunicação estudado. Conclui-se que há um problema logo na atribuição da responsabilidade sobre o conteúdo publicado no espaço de comentários: deve esta ser dos leitores os dos jornais? O estudo sugere premissas teóricas com vista ao desenvolvimento de um sistema regulador e sancionatório dos responsabilizados pelos comentários dos leitores nos websites noticiosos.
Descrição: Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ciências da Comunicação.
URI: http://hdl.handle.net/10362/8324
Aparece nas colecções:FCSH: DCC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
joana_tadeu_dissertacao.pdf2,56 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.