Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/53153
Título: Aplicação de Geomembranas de PVC em Barragens: Influência da Temperatura no Controlo das Soldaduras
Autor: Sanfona, Pedro Miguel Gomes dos Santos Sereno
Orientador: Barroso, Madalena
Fontul, Simona
Palavras-chave: barragens
sistemas de impermeabilização
geomembranas de PVC
soldaduras
força de arranque
temperatura
Data de Defesa: Out-2018
Resumo: As geomembranas de PVC são as mais utilizadas na impermeabilização de barragens. O sucesso de um sistema de impermeabilização com geomembranas depende muito da qualidade com que as soldaduras são executadas. Estas devem ser avaliadas em termos de continuidade/estanqueidade e de resistência mecânica, sendo a última através de ensaios de arranque e de corte. Neste trabalho, avaliou-se a influência da temperatura na força de arranque das soldaduras de geomembranas de PVC. Este aspeto é importante porque, por vezes, em campo, não é possível assegurar a realização dos ensaios à temperatura normalizada de 23ºC (±2ºC), levantando questões sobre a aceitação/rejeição das mesmas. Foram ensaiadas três geomembranas (1,5, 2,0 e 3,0 mm de espessura) ao arranque, com soldadura por termofusão, uma simples e duas duplas, de acordo com a norma ASTM D 6392, a temperaturas variando entre os 5ºC e os 41 ºC. Verificou-se que a força de arranque das soldaduras de geomembranas de PVC não variou significativamente, no máximo 4 kN/m, sugerindo que a temperatura tem reduzida influência no valor desta força. Este comportamento poderá residir na estrutura molecular amorfa do PVC, o qual apresenta um módulo de elasticidade relativamente constante para temperaturas superiores à temperatura de transição vítrea do material, compreendida entre os ˗ 20ºC e os ˗ 25ºC. Os resultados obtidos foram, também, comparados com resultados relatados na bibliografia para geomembranas de PEAD, as quais apresentam uma notória diminuição da força de arranque das soldaduras com o aumento da temperatura. As diferenças observadas parecem estar relacionadas com a estrutura molecular dos dois tipos de geomembranas. Analisou-se, igualmente, o tipo de rotura, tendo sido difícil a sua classificação com base na norma, o que levanta questões relativamente à sua utilidade nos critérios de aceitação/rejeição para soldaduras em geomembranas de PVC.
URI: http://hdl.handle.net/10362/53153
Designação: Mestre em Engenharia Civil- Perfil Construção
Aparece nas colecções:FCT: DEC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Sanfona_2018.pdf3,1 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.