Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/30797
Título: Avaliação da corrosão em estruturas de betão armado com recurso à Fotogrametria
Autor: Pimenta, Rui Miguel Livramento
Orientador: Cavaco, Eduardo
Palavras-chave: Corrosão
Modelação 3D
Fotogrametria
Precisão
Exatidão
Betão Armado
Data de Defesa: Dez-2017
Resumo: A corrosão das armaduras de estruturas de betão armado é a principal causa para a sua degradação e deterioração, reduzindo os seus níveis de segurança e o seu período de vida útil. Os principais mecanismos de deterioração resultantes da corrosão são: a perda de secção transversal das armaduras; a fendilhação do betão; a perda de aderência entre as armaduras e o betão; e a redução da resistência, mas sobretudo da ductilidade das armaduras. A influência destes mecanismos no desempenho dos elementos estruturais, e na segurança das estruturas, depende significativamente da distribuição espacial da corrosão, isto é, se a corrosão ocorre de forma homogénea nas armaduras e na estrutura ou se se localiza preferencialmente em determinadas zonas. Deste modo, para uma correcta avaliação da segurança de estruturas de betão armado existentes sujeitas a corrosão, é fundamental efectuar uma avaliação prévia dos níveis de corrosão existentes e da sua variabilidade e distribuição espacial. A metodologia mais recorrente para o efeito consiste na extracção de provetes e posterior pesagem para avaliação da massa de aço perdida e corrosão média. A avaliação da variabilidade espacial da corrosão é normalmente efectuada por inspecção visual e recurso a uma craveira para medição da profundidade de corrosão nas secções mais afectadas. Este método é reconhecidamente pouco preciso e pouco exacto bem como obriga à extracção de provetes da estrutura. Face ao exposto, é objectivo desta tese propor e validar a técnica de fotogrametria como metodologia de avaliação da corrosão em estruturas de betão armado. Para o efeito efectuaram-se ensaios de corrosão acelerada em elementos de betão armado tendo sido extraídos provetes de varão de diferentes diâmetros, níveis de corrosão e comprimentos. A avaliação da corrosão média real foi efectuada por intermédio de avaliação volumétrica dos provetes com recurso a pesagem hidrostática. Foi efectuado um levantamento fotográfico dos provetes e reconstrução dos modelos digitais 3D com recurso ao software Agisoft. A comparação dos volumes dos provetes reais e dos modelos 3D resultou em erros inferiores a 0.2% o que demonstra a viabilidade da técnica para avaliação de diferentes níveis de corrosão em provetes de diferentes dimensões e diâmetros. A análise da secção transversal dos modelos 3D em comparação com modelos analíticos propostos na literatura permitiu também concluir acerca da superior precisão da fotogrametria para aferição da distribuição espacial da corrosão. Foi também avaliada a influência da qualidade e resolução do equipamento de aquisição, número de fotografias, nível de sobreposição entre elas, e escala do modelo 3D.
URI: http://hdl.handle.net/10362/30797
Designação: Mestre em Engenharia Civil – Perfil de Estruturas
Aparece nas colecções:FCT: DEC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Pimenta_2017.pdf3,82 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.