Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/11269
Título: Fatores individuais de risco de infeção hospitalar : conhecer para prevenir
Autor: Ferreira, Maria Etelvina Lima
Orientador: Uva, António Sousa
Pina, Elaine
Palavras-chave: Infeção hospitalar
Infeção associada aos cuidados de saúde
Fatores de risco
Identificação de fatores de risco
Avaliação de risco de infeção
Hospital acquired infection
Healthcare associated infection
Risk factors
Infection risk assessment
Data de Defesa: 2012
Editora: Escola Nacional de Saúde Pública. Universidade Nova de Lisboa
Resumo: RESUMO - Medidas efetivas de prevenção e controlo de infeção, assim como a sua aplicação diária e consistente, devem fazer parte da cultura de segurança dos profissionais de saúde para promover a excelência da prestação de cuidados. Também a identificação dos fatores de riscos individuais de infeção é crucial e indispensável para a adoção de medidas para a gestão desses mesmos riscos. A avaliação do risco pretende determinar a probabilidade que um doente tem de adquirir ou disseminar uma infeção hospitalar (IH) (WIRRAL, 2008) nas unidades de saúde. A avaliação deve ser efetuada na admissão do doente e, de forma periódica durante o internamento, usando uma grelha de avaliação, integrada no processo global de cuidados do doente. Efetuada a avaliação de risco individual, que pressupõe a identificação dos fatores de risco do doente (fatores de risco intrínsecos e extrínsecos) pode ser implementado um plano de cuidados individualizado para os gerir. Pretendeu-se com este estudo identificar os fatores de risco de infeção hospitalar do doente que estão presentes na admissão e/ou que podem surgir durante o seu internamento, para que posteriormente seja possível determinar as medidas de prevenção (gestão do risco) a aplicar individualmente. Foi realizado um estudo de caso-controlo com os doentes internados no Hospital dos Lusíadas em 2011 com o objetivo de, por um lado, determinar os fatores de risco individuais que contribuem para a aquisição da IH e, por outro, caraterizar os fatores de risco para uma futura identificação de possíveis medidas de prevenção e controlo da aquisição e transmissão cruzada da infeção hospitalar. A população em estudo foi constituída pelos doentes que foram internados, entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2011 sendo os casos os doentes em que foi identificada a presença de infeção hospitalar através do programa institucional de vigilância epidemiológica das infeções, tendo os controlos sido selecionados numa razão de 3:1 caso. Foi utilizado um suporte estruturado para a colheita de dados, com a listagem de fatores de risco identificados na revisão bibliográfica e de todos os fatores de risco apresentados pelos doentes em estudo. Os fatores de risco identificados que apresentaram um maior significado estatístico foram: a idade acima dos 50 anos, o género masculino, a administração de antimicrobianos nas três semanas anteriores ao internamento, a colocação de cateter venoso central, a algaliação e, no caso dos doentes cirúrgicos, a cirurgia de urgência e a classificação ASA 3. Após a identificação dos fatores de risco da população estudada neste hospital, é agora possível utilizar a informação obtida e delinear investigações adicionais, objetivando a construção de instrumentos para a identificação de doentes com risco aumentado de infeção.
ABSTRACT - Effective measures of prevention and control and their consistent implementation in day to day practice are critical components of a safety culture in healthcare organizations in order to promote quality care. Identification of individual risk factors for infection is crucial and has an important role in the management of these risks. Risk assessment is intended to determine the probability of a patient acquiring or disseminating a hospital associated infection (HAI) (WIRRAL, 2008). This assessment should be undertaken on admission and at set periods during the patient´s stay, using a defined evaluation grid and should be integrated in the global process of patient care. Once the individual patient risk is assessed and individual (intrinsic and extrinsic) risks are identified, it is possible to implement an individual care plan to address the specific risks. The objective of this study was to identify patient risk factors for HAI present at the time of admission and/or that appear during the hospital stay, in order to select the preventions measures to de adopted (risk management) in each patient. A case-control study was undertaken to determine the individual risk factors that contribute to the acquisition of HAI in Hospital dos Lusíadas and to characterize the risk factors for further identification of possible prevention and control measures for acquisition and cross transmission of HAI. The study population included patients admitted between January 1 and December 31, 2011. Cases were defined as the patients with HAI identified by the institutional surveillance programme. For each case, 3 controls were selected among patients that fulfilled inclusion criteria. Data were collected with a structured form containing a list of risk factors that were identified during the review of scientific publications and all risk factors present in the study patients were registered. The risk factors that were identified as presenting a higher statistical significance were age over 50 years, masculine gender, administration of antimicrobials during the previous three weeks before admission, placement of a central venous catheter, urinary catheter and, in the case of surgical patients, emergency surgery and score 3 in the ASA classification. Using the risk factors identified, it is possible to use the information obtained to devise additional research in order to develop objective tools to identify patients with increased risk of acquiring HAI during their hospital stay.
URI: http://hdl.handle.net/10362/11269
Designação: Curso de Mestrado em Segurança do Doente
Aparece nas colecções:ENSP - Dissertações de Mestrado em Segurança do Doente

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RUN - Dissertação de Mestrado - Maria Etelvina Ferreira.pdf1,21 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.