Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/9707
Título: Adesão terapêutica em doentes submetidos a transplante hepático e renal
Autor: Moreno, Maria Fernanda Costa Henriques
Orientador: Furtado, Cláudia
Pereira, João
Palavras-chave: Adesão terapêutica
Transplante renal
Transplante hepático
Questionários
Treatment Adherence
kidney transplant
Liver transplant
Questionnaires
Data de Defesa: 2012
Editora: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública
Resumo: RESUMO - Introdução - A não adesão à terapêutica nos doentes transplantados foi identificada em diversos estudos e constitui um fator preditivo de morbilidade e mortalidade. Como em Portugal não existe um conhecimento aprofundado sobre os comportamentos de não adesão nos doentes transplantados, este estudo tem como objetivo a avaliação da adesão terapêutica nos doentes submetidos a transplante hepático e renal e a identificação de fatores associados à não adesão. Metodologia - Foi elaborado e aplicado um questionário a uma amostra de doentes com mais de 18 anos submetidos a transplante renal ou hepático há mais de seis meses. Foi analisada a associação entre o comportamento de não adesão e fatores relacionados com o doente, condição, terapêutica e acesso aos serviços de saúde. Resultados - Dos 75 inquiridos, 60% eram doentes transplantados de fígado e 40% transplantados renais, com uma média de 48 anos e maioritariamente do sexo masculino (65,3%). Entre os inquiridos, verificou-se que 44% admitiu ter tido um comportamento de não adesão aos medicamentos prescritos. Os doentes que reportaram comportamento de não adesão tinham uma média de idades de 44 anos, possuíam como escolaridade o ensino secundário ou curso profissional, trabalhavam ou estudavam, tomavam menos de oito comprimidos por dia e tinham sido transplantados há mais de 5 anos. Adicionalmente, verificou-se que a dieta (28,8%), o exercício físico (33,3%) e o deixar de fumar (10,7%) são as indicações dadas pelos profissionais de saúde que os doentes referiram ter mais dificuldade em cumprir. Conclusão - Com este estudo esperamos ter contribuído para aumentar o conhecimento sobre a adesão à terapêutica nos doentes transplantados, o qual deve ser aprofundado para permitir o desenvolvimento de estratégias efetivas de melhoria da adesão aos planos terapêuticos.
ABSTRACT - Introduction - Treatment non adherence in transplant patients has been identified in numerous studies and is a predictive factor of morbidity and mortality in these patients. As the knowledge about the behaviors of non-adherence in transplant patients in Portugal is not very extensive this study aims to assess the treatment adherence in patients undergone liver and kidney transplantation as well as the identification of factors associated with non adherence. Methodology - A questionnaire was developed and applied to a sample of patients with more than 18 years who undergone kidney or liver transplantation, more than six months ago. It was also analyzed the association between non adherent behavior and patient-related factors, condition, treatment and access to healthcare services. Results - Out of 75 respondents, 60% were liver transplant patients and 40% were kidney transplant recipients, with an average age of 48 years and mostly male (65,3%). Amongst the respondents, 44% admitted having had already a non adherent behaviour to prescribed medications. Patients, who reported non adherent behaviour, had an average age of 44 years, secondary education or professional course, worked or studied, took less than eight pills a day and had been transplanted more than 5 years ago. Additionally it was found that the diet (28.8%), exercise (33.3%) and smoking cessation (10.7%) stand as the indications given by healthcare professionals that patients reported having more difficulty to adhere. Conclusion - With this study we hope to have contributed to increase knowledge about treatment adherence in transplant patients in Portugal, which must be deepened in order to allow the development of effective strategies to improve adherence to treatment plans in these patients.
URI: http://hdl.handle.net/10362/9707
Aparece nas colecções:ENSP: GOSS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RUN - Dissertação de Mestrado - Maria Fernanda Moreno.pdf2,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.