Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/9630
Título: Taxas moderadoras e a racionalização da procura de cuidados de saúde
Autor: Abreu, Mafalda de Castro e Sousa Maló de
Orientador: Perelman, Julian
Palavras-chave: Preço
Taxas moderadoras
Portugal
Procura
Isenções
Price
User-fees
Demand
Exemptions
Data de Defesa: 2012
Editora: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública
Resumo: RESUMO - O Sector da Saúde ocupa, atualmente, um espaço muito visível na nossa sociedade, quer em termos económicos, sociais ou meramente mediáticos. Nos últimos 40 anos registaramse progressos notórios graças à ampliação da oferta de cuidados de saúde e ao acréscimo de recursos alocados ao sistema de saúde. Neste período Portugal alcançou um destacado patamar no desenvolvimento do seu sistema de saúde, apresentando hoje resultados comparáveis com os dos principais parceiros internacionais. As taxas moderadoras são um instrumento financeiro, de carácter explícito, que têm como principal objetivo a racionalização da procura de cuidados de saúde (Pinto e Aragão 2003). Este trabalho pretende avaliar o impacto da existência das taxas moderadoras na procura dos cuidados de saúde por parte dos utentes. Metodologia: O instrumento de medida utilizado foi um questionário submetido a um préteste. Este instrumento de investigação é dirigido a consumidores dos cuidados de saúde, na loja de cidadão de Coimbra pretendendo averiguar a opinião de uma certa amostra o de cidadãos acerca da influência das taxas moderadoras na sua procura de cuidados de saúde. O pré-teste terá em conta uma amostra de diferentes idades e estratos sociais. Resultados: O próprio estado de saúde do individuo leva um maior ou menos consumo de cuidados de saúde. As pessoas inquiridas concordam com as taxas moderadoras, conhecem o seu aumento e estão cientes da existência de isenções, não deixando de procurar cuidados de saúde pelo fato de estas existirem. Apesar de em minoria é importante com uma amostra tão pequena ter em consideração os que não concordam com as taxas moderadoras e que deixam de procurar cuidados de saúde.
ABSTRACT - The Health Sector occupies nowadays a very visible space in our society, whether in economic, social or merely media. In the last 40 years have been seen substantial progresses thanks to the expansion of the supply of health care and increase of resources allocated to the Health System. At this time Portugal reached an outstanding level in the development of its health system, with comparable results today with major international partners. User fees are a financial instrument, whether explicit, whose main objective is to rationalize the demand for Health Care. (Pinto and Aragão 2003). This study aims to assess the impact of the existence of user fees in health care demand by users. Methodology: The measuring instrument was a questionnaire submitted to a pretest. This research tool is aimed at consumers of health care, the store intending citizen of Coimbra ascertain the opinion of a certain foretaste of the citizens concerning the influence of user fees in seeking health care. The pretest will consider a sample of different ages and social strata. Results: The same state of health of the individual take a greater or lesser consumption of health care. The people surveyed agreed with the fees, increase your know and are aware of the existence of exemptions, leaving to seek health care because they exist. Although in the minority is important with such a small sample to take into account those who disagree with fees and who fail to seek health care.
URI: http://hdl.handle.net/10362/9630
Aparece nas colecções:ENSP: GOSS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RUN - Dissertação de Mestrado - Mafalda Abreu.pdf3,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.