Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/7526
Título: Avaliação de riscos ocupacionais numa empresa do sector da panificação e pastelaria
Autor: Almeida, Luís Filipe Rodrigues de
Orientador: Cabeças, José
Palavras-chave: Avaliação do risco para acidentes e doenças profissionais
Risco
Acidentes de trabalho
Doenças profissionais
Risco na movimentação manual de cargas
Data de Defesa: 2011
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: A situação da segurança e saúde no trabalho na UE tem vindo a sofrer alterações ao longo dos tempos, contribuindo para tal a existência de um novo contexto de trabalho. Parte deste contexto surgiu através dos enormes progressos tecnológicos que se verificaram no Mundo inteiro. Os riscos decorrentes de métodos antiquados de trabalho deram origem a novos riscos associados ao uso de novas tecnologias. Verificou-se também um envelhecimento da população activa (através do aumento da esperança média de vida e da redução da taxa de natalidade) e um maior equilíbrio entre homens e mulheres no mercado de trabalho. As pressões associadas às fortes exigências da vida activa moderna deram origem a altos níveis de depressão e stresse. Como tal é necessário que o processo de avaliação e gestão de riscos seja revisto e actualizado sempre que se verifique a introdução de novos processos, equipamentos, materiais e sobretudo a introdução de novas realidades. Nesta dissertação é realizada a aplicação de um processo de avaliação e gestão de riscos a um contexto real de trabalho. A empresa onde foi aplicado o estudo enquadra-se no sector da Indústria transformadora, operando assim mais concretamente no sector da panificação e pastelaria. O estudo encontra-se dividido em cinco fases distintas. A 1ª fase diz respeito à caracterização da empresa e visa a caracterização de processos e de postos de trabalho. Seguidamente, na 2ª fase, são identificados os equipamentos e produtos perigosos existentes por posto de trabalho e caracterizados os danos potenciais, recorrendo-se assim a uma Matriz para a Identificação de Perigos - Danos (dominantes). Esta matriz identifica que tipos de danos (acidentes de trabalho, doenças profissionais, doenças relacionadas com o trabalho e incomodidade ocupacional) decorrem da exposição a um determinado perigo. A caracterização dos danos individuais, nomeadamente a caracterização de regiões afectadas, é efectuada na 3ª fase, utilizando-se para o efeito as nomenclaturas existentes na Metodologia EEAT e no Decreto Regulamentar 76/2007. A 4ª fase consiste na quantificação e valoração do risco associado a cada perigo. Na 5ª fase são identificadas medidas de controlo para cada risco existente, tendo em conta a hierarquia definida na NP 4397:2008.
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia e Gestão Industrial
URI: http://hdl.handle.net/10362/7526
Aparece nas colecções:FCT: DEMI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Almeida_2011.pdf2,66 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.