Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/5715
Título: Desenvolvimento de uma cobertura para feridas baseada em nanofíbras de iodopovidona
Autor: Fernandes, Andreia Sofia Pombinho
Orientador: Henriques, Célia
Sanches, Ilda
Silva, Jorge Carvalho
Palavras-chave: Electrofiação
Reticulação de nanofibras de PVP
PVP-I
UV
Espectrofotometria de libertação de iodo
Testes de difusão de Kirby-Bauer
Data de Defesa: 2011
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: Em engenharia de tecidos, uma das áreas de interesse é a procura de coberturas para feridas que, simultaneamente, sejam confortáveis para o paciente e eficazes no combate às infecções a que a zona de aplicação está sujeita. Este trabalho teve como objectivo produzir, por electrofiação de soluções contendo PVP e PVP-I, matrizes de nanofibras e investigar a sua capacidade anti-séptica. Numa primeira fase produziram-se matrizes a partir de soluções com 18% PVP e diferentes concentrações de PVPI(1%, 3% e 5%). As soluções foram caracterizadas quanto à sua condutividade, densidade,viscosidade e tensão superficial. A morfologia das matrizes de nanofibras foi avaliada por observação em microscópios óptico e electrónico de varrimento (SEM). Após verificar que a reticulação das matrizes ocorre por irradiação com UV na ausência de fotoniciador, estudou-se a influência do tempo de irradiação na reticulação. Amostras seleccionadas (com diferentes concentrações de PVP-I e irradiadas durante tempos diferentes) foram colocadas em água e foi avaliada, por espectrofotometria de UV-visível, a taxa de libertação do iodo. Foram efectuadas culturas microbiológicas, bacterianas (S. aureus, S. epidermidis e P. aeruginosa) e fúngicas(C. albicans) para determinar as concentrações mínimas inibitórias, CMIs, correspondentes e avaliar a acção biocida de matrizes reticuladas seleccionadas. Esta avaliação foi feita em culturas microbiológicas confluentes (em agar) em testes de difusão seguindo o método Kirby-Bauer. Os testes revelaram zonas de inibição do crescimento dos microorganismos, o que comprova a eficácia biocida das matrizes. Adicionalmente, foi avaliada a acção biocida de uma matriz colocada numa cultura em meio líquido de S. aureus. Este teste indicou uma acção biocida gradual e eficaz.
Descrição: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Biomédica
URI: http://hdl.handle.net/10362/5715
Aparece nas colecções:FCT: DF - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Fernandes_2011.pdf3,65 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.